SARTORI, A. T.; MENDES, L. Z. A REESCRITA COMO PROCESSO: AS VANTAGENS DE UMA SEGUNDA VERSÃO TARDIA. Revista do GEL, [S. l.], v. 13, n. 3, p. 130–157, 2016. DOI: 10.21165/gel.v13i3.1462. Disponível em: https://revistas.gel.org.br/rg/article/view/1462. Acesso em: 5 out. 2022.