1.
Sartori AT, Mendes LZ. A REESCRITA COMO PROCESSO: AS VANTAGENS DE UMA SEGUNDA VERSÃO TARDIA. RG [Internet]. 30º de dezembro de 2016 [citado 26º de setembro de 2022];13(3):130-57. Disponível em: https://revistas.gel.org.br/rg/article/view/1462