Crenças e atitudes linguísticas no Sudoeste do Paraná: tendências de reação frente às diferentes línguas e etnias

Clarice Cristina Corbari, Aparecida Feola Sella

Resumo


Este artigo apresenta resultados de pesquisa sobre crenças e atitudes linguísticas de falantes de três localidades do Sudoeste do Paraná, na fronteira com a Argentina: Santo Antônio do Sudoeste, Pranchita e Capanema. Essa região foi palco de conflitos jurídicos, políticos e sociais engendrados pelo processo de ocupação das terras, cujas implicações podem ter se refletido nas relações estabelecidas entre os diversos grupos étnicos que entraram em contato nesse território, propiciando manifestações tanto positivas quanto negativas frente aos falares locais. O estudo focaliza as tendências de reação frente às relações de vizinhança, afetivas e profissionais com membros das diversas etnias que compõem a população das localidades. Norteiam as discussões os princípios teórico-metodológicos da Sociolinguística, da Sociologia da Linguagem e da Psicologia Social referentes ao tema.

Palavras-chave


crenças e atitudes linguísticas; línguas em contato; contexto de fronteira.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)