Gramática Discursivo-Funcional e os estudos tipológicos: um exercício de análise das línguas indígenas do Brasil

Marize Mattos Dall’Aglio Hattnher

Resumo


Neste trabalho, procuro mostrar como a Gramática Discursivo-Funcional pode contribuir para os estudos tipológicos, constituindo-se como um modelo coerente para o tipo de descrição linguística que sustenta as investigações dessa natureza. Para analisar a relação entre os estudos tipológicos e os estudos funcionalistas, discuto algumas questões teórico-metodológicas que surgiram na análise da expressão da evidencialidade em um conjunto de línguas nativas do Brasil.


Palavras-chave


tipologia, Gramática Discursivo-Funcional, evidencialidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)