A Lenda da Iara no poema “Sabina”, de Machado de Assis

Sandra Ramos Casemiro

Resumo


No Brasil, temas do folclore têm sido recriados na literatura erudita por intelectuais desde o século XIX. É o que temos observado com uma das mais belas narrativas da cultura popular, a lenda da Iara, de grande recorrência na obra de autores oitocentistas, como José de Alencar, Melo Morais Filho, Juvenal Galeno, Gonçalves Dias, Machado de Assis, etc., que a articularam à sua poética, considerando principalmente o ideal de nacionalismo no período. Tendo isso em vista, o principal objetivo deste estudo é analisar a presença da lenda da Iara no
poema “Sabina”, de Machado de Assis, a partir da concepção de nacionalismo que este assume em seu ensaio “Notícia da Atual Literatura Brasileira - Instinto de Nacionalidade” (1873).


Palavras-chave


lenda da Iara; Machado de Assis; nacionalismo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)