O destinatário inscrito na exposição Biomas, do Catavento Cultural

Arlete Machado Fernandes Higashi

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar, do ponto de vista linguístico-discursivo, a análise dos enunciados verbo-visuais que compõem a exposição Biomas, do Catavento Cultural e Educacional, com vistas a verificar a quem os enunciados expositivos são endereçados. Para tanto, fundamentar-nos-emos no conceito de destinatário proposto por Bakhtin e seu Círculo. Os resultados preliminares apontam que a construção dos enunciados verbo-visuais da exposição Biomas leva em conta um destinatário escolarizado e afeito aos assuntos tratados e expressa ainda uma entonação enaltecedora do território brasileiro.

Palavras-chave


exposição de divulgação científica; Catavento cultural e educacional; destinatário; círculo de Bakhtin

Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, M. O pesquisador e seu outro: Bakhtin nas ciências humanas. São Paulo: Marsa editora, 2004.

BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. Tradução de Paulo Bezerra. São Paulo: Editora 34, 2016.

BAKHTIN, M. Apontamentos. In: BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Tradução de Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2003. p. 367-392.

BAKHTIN, M. Metodologia nas ciências humanas. In: BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Tradução de Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2003. p. 393-410.

BAKHTIN, M. O problema do texto na linguística, na filosofia e em outras ciências humanas. In: BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Tradução de Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2003. p. 307-335.

BAKHTIN, M. Problemas da poética de Dostoievski. Tradução de Paulo Bezerra. 4. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008[1963].

BAKHTIN, M./VOLÓCHINOV, V. Marxismo e filosofia da linguagem. Tradução do francês de Michel Lahud e Yara Frateschi Vieira. 12. ed. São Paulo: Hucitec, 2006[1929].

CAVALCANTI, L. S. Geografia, escola e construção de conhecimento. Campinas: Papirus, 1998.

CHELINI, M. J. E.; LOPES, S. G. B. Textos em museus de ciências: discurso científico, didático ou de divulgação? In: BENCHETRIT, S. F.; BEZERRA, R. Z.; MAGALHÃES, A. M. (Orgs). Museus e Comunicação: exposição como objeto de estudo. Rio de Janeiro: Museu Histórico Nacional, 2010.

CONTI, J. B. A geografia física e as relações sociedade-natureza no mundo tropical. In: PIANI, A.; CARLOS, A (Orgs.). Novos caminhos da geografia. São Paulo: Contexto, 2001.

CORRÊA. R. L. Espaço: um conceito-chave da Geografia. In: CASTRO, P. C. C. G.; CORRÊA, R. L. Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand, 2002.

GRILLO, S. V. C. Divulgação científica: linguagens, esferas e gêneros. 2013. 333 f. Tese (Livre-docência em Filologia e Língua Portuguesa) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

MARANDINO, M. O Conhecimento Biológico nas Exposições de Museus de Ciências: análise do processo de construção do discurso expositivo. 2001. 434 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.

MEDVIÉDEV, P. N. O método formal nos estudos literários: introdução crítica a uma poética sociológica. Tradução de Sheila Vieira de Camargo Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Contexto, 2012[1928].

PADOVAN, T. L. Teoria crítica e indústria museal: reflexões contemporâneas para pensar as ciências e os museus do tempo presente. 2016. 384 f. Dissertação (Mestrado em Museologia) – Programa de Pós-graduação Interunidades em Museologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

SILVA, G.; AROUCA, M.; QUIMARÃES, V. As exposições de divulgação científica. In: MASSARANI, L.; MOREIRA, I. C.; BRITO, F. (Orgs.). Ciência e público, caminhos da divulgação científica no Brasil. Rio de Janeiro: Casa da Ciência – Centro Cultural de Ciência e Tecnologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2002.

STUDART, D. C.; ALMEIDA, A. M.; VALENTE, M. E. Pesquisa de público em museus: desenvolvimento e perspectivas. In: GOUVÊA, G.; MARANDINO, M.; LEAL, M. C. (Orgs.). Educação e museu: a construção social do caráter educativo dos museus de ciência. Rio de Janeiro: Access, 2003. p. 129-157.

VOLÓCHINOV, V. A construção do enunciado e outros ensaios. Tradução de João Wanderley Geraldi. São Carlos: Pedro e João Editores, 2013[1930].

VOLÓCHINOV, V. Palavra na vida e a palavra na poesia. Introdução ao problema da poética sociológica. In: VOLÓCHINOV, V. A construção do enunciado e outros ensaios. Tradução de João Wanderley Geraldi. São Carlos: Pedro e João Editores, 2013[1930].

LIVROS DIDÁTICOS CONSULTADOS PARA COMPARAÇÃO NA ANÁLISE:

Projeto Araribá: geografia/organizadora Editora Moderna; obra coletiva concebida, desenvolvida e produzida pela Editora Moderna; editor responsável Fernando Carlo Vedovate. 3. ed. São Paulo: Moderna, 2010. (obra em 4 v. para alunos do 6º ao 9º ano. Componente Curricular: Geografia).

MORAES, P. R.; SILVA, P. L.; GARCIA, H. C. Geografia 1. Anglo: ensino livro-texto – São Paulo: Anglo, 2001. (Ensino médio).




DOI: https://doi.org/10.21165/el.v47i3.1974

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)