A estruturação dos segmentos tópicos mínimos em mini sagas narrativas e minicontos

Andréia Dias Souza

Resumo


Neste trabalho, buscamos uma primeira análise dos segmentos tópicos mínimos em dois gêneros textuais: a minissaga e o miniconto. Traçamos, também, breves considerações a respeito da Perspectiva Textual-interativa, vertente da Linguística Textual, que fornece os subsídios necessários para a realização do trabalho proposto. Procuramos mostrar o padrão altamente recorrente de organização interna que os Segmentos Tópicos mínimos apresentam nas unidades selecionadas, baseadas no encadeamento de três unidades distintas no gênero minissagas e de duas no caso dos minicontos.


Palavras-chave


miniconto; mini saga; perspectiva textual-interativa; segmento tópico

Texto completo:

PDF

Referências


BENTES, A. C. Linguística Textual. In: MUSSALIN, F.; BENTES, A. C. (Orgs.). Introdução à Linguística: domínios e fronteiras. v. 1. São Paulo: Cortez, 2001. p. 244-288.

BRASILIENSE, L. Adeus conto de fadas (minicontos juvenis). Rio de Janeiro: 7 Letras, 2007.

CORTÁZAR, J. Valise de Cronópios. Tradução de Davi Arrigucci Júnior. São Paulo: Perspectiva, 1993.

GUERRA, A. R.; PENHAVEL, E. O processo de estruturação interna de segmentos tópicos mínimos em cartas de leitores de jornais paulistas do século XIX. Confluência, n. 37/38, p. 137-161, 2010.

FAGUNDES, J. O ataque. 2013. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2016.

HASSALL, P. J. The Extremely Short Story Competition: fostering creativity and excellence in formal and informal learning contexts in the UAE and internationally. Learning and Teaching in Higher Education: Gulf Perspectives, 2011. Disponível em: Acesso em: 10 jul. 2012.

HIROKU. The pride of a city boy. 2002. Disponível em: . Acesso em: 20 mai. 2012.

JUBRAN, C. C. A. S. Uma gramática textual de orientação interacional. In: CASTILHO, A. T.; MORAIS, M. A. T.; LOPES, R. E. V.; CYRINO, S. M. (Orgs.). Descrição, história e aquisição do português brasileiro. Campinas: Pontes; FAPESP, 2007. p. 313-327.

JUBRAN, C. C. A. S.; KOCH, I. G. V. (Orgs.). Gramática do português culto falado no Brasil. v. I: Construção do texto falado. Campinas: Editora da UNICAMP, 2006.

KEELER, S. Using mini-sagas in language teaching. Practical English Teaching, v. 7, n. 2, p. 23-24, 1986.

KOCH, I. G. V. Introdução à Linguística Textual. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

LAGMANOVICH, D. Microrrelato. Buenos Aires – Tucumán: Cuadernos de Norte y Sur, 2003.

LATHAM-KOENIG, C.; CLIVE, O. New English File upper-intermediate. Oxford: Oxford University Press, 2008.

LISA. Pity. 2002. Disponível em: . Acesso em: 20 mai. 2012.

LUCZAK, A.; STANULEWICZ, D. Fifty words to the wise: Mini-sagas in class. 1997. Disponível em: . Acesso em: 27 jul. 2012.

LATHAM-KOENIG, C.; CLIVE, O. New English File upper-intermediate. Oxford: Oxford University Press, 2008.

MALUFE, A. C. Micro-contos ou micro-poemas? Disponível em: . Acesso em: 28 jul. 2016.

MELLO, A. Viuvez. 2015. Disponível em: . Acesso em: 28 jul. 2016.

OGDEN, C. K.; RICHARDS, I. A. O significado do significado. Tradução de Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Zahar, 1972.

OLIVEIRA, M. R. Linguística Textual. In: MARTELOTTA, M. E. (Org.). Manual de linguística. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2011.

PAULINO, G. et al. Tipos de textos, modos de leitura. Belo Horizonte: Formato Editorial, 2001.

PENHAVEL, E. Marcadores Discursivos e Articulação Tópica. 2010. 168 f. Tese (Doutorado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2010.

PENHAVEL, E. O funcionamento de marcadores discursivos no processo de estruturação interna de segmentos tópicos mínimos. Revista Línguas e Instrumentos linguísticos, v. 26, p. 63-84, 2011.

PIGLIA, R. O laboratório do escritor. Tradução de Josely Vianna Baptista. São Paulo: Iluminuras, 1994.

POE, E. A. Ficção Completa, poesia e ensaios. Tradução de Oscar Mendes e Milton Amado. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1997.

SOLEIMANI, H. Division of Labour. 2002. Disponível em: . Acesso em: 20 mai. 2012.

SOUZA, A. D. Uma análise textual-interativa do processo de estruturação de segmentos tópicos mínimos em mini-sagas narrativas. In: SOUZA, E. R. F. (Org.). Estudos de descrição funcionalista: objetos e abordagens. v. 1. Müenchen: Lincom-Europa, 2015. p. 138-148.

SPALDING, M. Os cem menores contos brasileiros do século e a reinvenção do miniconto na literatura brasileira contemporânea. 2008. 81 f. Dissertação (Mestrado em Literaturas Brasileira, Portuguesa e Luso-africanas) – Instituto de Letras, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.

SPALDING, M. Pequena poética do miniconto. Digestivo cultural, Porto Alegre, 2007. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2016.

WIND. Life. 2002. Disponível em: . Acesso em: 20 mai. 2012.




DOI: https://doi.org/10.21165/el.v47i3.2032

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)