Metadiscursos morais e as supostas gafes de Dilma

Roberto Leiser Baronas

Resumo


Neste artigo, analisamos discursivamente um conjunto de textos que abordam as possíveis gafes cometidas pela presidente do Brasil, Dilma Rousseff, em seus pronunciamentos, ao longo de seus dois mandatos à frente da presidência do Brasil. Trabalharemos mais especificamente com o livro Dilmês: o idioma da mulher sapiens, de autoria do jornalista Celso Arnaldo de Araujo e publicado em 2015. A escolha desse corpus mais ou menos peculiar tem a ver com o fato de que o livro de Araujo se apresenta como uma compilação das principais gafes cometidas pela presidenta Dilma e que circularam em diferentes dispositivos comunicacionais. Teórico-metodologicamente ancoramos as nossas discussões nos recentes trabalhos de Paveau (2015) sobre a análise da dimensão moral dos discursos. Partimos da hipótese de que as possíveis gafes cometidas pela então presidente do Brasil, para além e aquém de uma questão de gênero, podem ser enquadradas enquanto um “acontecimento discursivo moral” (PAVEAU, 2015).


Palavras-chave


discurso; comunicação política; acontecimento discursivo moral

Texto completo:

PDF

Referências


ARAUJO, C. A. Dilmês: o idioma da mulher sapiens. Rio de Janeiro: Record, 2015.

CONEIN, B. et alli. Materialidades discursivas. Coord. da tradução: Eni Puccinelli Orlandi. Campinas: Editora da UNICAMP, 2016.

LE BART, C.; TEILLET, P. Erreur, lapsus, gaffes, fautes : le discours politique comme genre. In: RINGOOT, R.; ROBERT-DEMONTROND, P. (Éd.). L’analyse de discours. Rennes: Editions Apogée, 2004. p. 53-85.

MAINGUENEAU, D. Frases sem texto. Tradução de Sírio Possenti et alii. São Paulo: Parábola Editorial, 2015.

PAVEAU, M.-A. Linguagem e moral: uma ética das virtudes discursivas. Tradução de Ivone Benedetti. Campinas: Editora da UNICAMP, 2015.

VICTOR GOMES, M. Das gafes às aforizações em política: questões teórico-analíticas. Relatório (Iniciação Científica) – Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2013. FAPESP – Processo 2013/17191-3.




DOI: https://doi.org/10.21165/el.v47i3.2056

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)