Interfaces no processo de mediação em teletandem português e espanhol: o papel dos mediadores

Kelly Cristiane Henschel Pobbe de Carvalho, Karin Adriane Henschel Pobbe Ramos

Resumo


A prática de teletandem em contexto de línguas próximas, como o português e o espanhol, traz algumas especificidades que são inerentes ao processo, tais como, a possibilidade de intercomunicação entre os interagentes. Nesse caso, é necessário observar mais atentamente o papel do mediador na supervisão e acompanhamento de tais interações, de maneira a considerar a relevância dos aspectos linguísticos e culturais. Essa observação pode ser feita por meio de monitoramento constante dos estudantes pelo mediador, como um modo de estimular a conscientização linguística e intercultural. Neste trabalho, temos como objetivo descrever as ações decorrentes desse processo de mediação compreendido de forma mais ampla – que inclui desde os primeiros contatos com as instituições estrangeiras à organização, acompanhamento, supervisão e avaliação –, bem como discutir alguns pressupostos teóricos que podem servir de subsídio ao aprimoramento dessa prática, a partir da perspectiva metodológica da teoria fundamentada (CHARMAZ, 2009). Apresentamos algumas estratégias para esse processo, a partir de nossa experiência na mediação em interações de teletandem português e espanhol, em uma parceria entre uma universidade brasileira e uma universidade mexicana. Nossas análises demonstram que os princípios de autonomia e de reciprocidade (TELLES; VASSALO, 2006) da aprendizagem em tandem estão diretamente relacionados com o processo de mediação e contribuem para a constituição de um contexto profícuo de ensino e aprendizagem de línguas.

Palavras-chave


Teletandem; línguas próximas; mediação

Texto completo:

PDF

Referências


ANDREU-FUNO, L. Teletandem: um estudo sobre identidades culturais e sessões de mediação da aprendizagem. 2015. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos) – Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, São José do Rio Preto, 2015.

ARANHA, S.; CAVALARI, S. M. S. A trajetória do projeto Teletandem Brasil: Da modalidade institucional não-integrada à institucional integrada. The ESPecialist, v. 35, n. 2, p. 183-201, 2014.

BENEDETTI, A. M. Teletandem. In: MAYRINK, M. F.; ALBUQUERQUE-COSTA, H. (org.). Ensino e aprendizagem de línguas em ambientes virtuais. São Paulo: Humanitas, 2013.

p. 65-92.

CARVALHO, K. C. H. P.; MESSIAS, R. A. L. O teletandem no ensino e aprendizagem de espanhol/LE em contexto de formação inicial. Veredas – Revista de Estudos Linguísticos, v. 21, p. 60-74, 2017.

CARVALHO, K. C. H. P. de; MESSIAS, R. A. L.; DÍAS, A. M. Teletandem within the Context of closely-related languages: A Portuguese-Spanish interinstitutional experience. DELTA – Revista de Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada, v. 31, n. 3, p. 711-728, 2015.

CAVALARI, S. M. S.; ARANHA, S. Implications of teletandem integration into foreign language programs, 2017 [no prelo].

CHARMAZ, K. A construção da teoria fundamentada: guia prático para análise qualitativa. Tradução Joice Elias Costa. Porto Alegre: Artmed, 2009.

COSTA, L. M. G. Performatividade e gênero nas interações em teletandem. 2015. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos) – Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, São José do Rio Preto, 2015.

GARCIA, D. N. M. A logística das sessões de interação e mediação no teletandem com vistas ao ensino/aprendizagem de línguas estrangeiras. Revista Estudos Linguísticos,

v. 44, n.2, p. 725-738, 2015.

RAMOS, K. A. H. P. Implicações socioculturais do processo de ensino de português para falantes de outras línguas no contexto virtual do Teletandem. Estudos Linguísticos, São Paulo, v. 42, n. 2, p. 731-742, maio-ago. 2013.

RAMOS, K. A. H. P.; CARVALHO, K. C. H. P.; MESSIAS, R. A. L. O ensino de português para hispanofalantes no contexto virtual do Teletandem. Portuguese Language Journal. Center for Latin American Studies at the University of Florida and the Latin American and Iberian Institute at the University of New Mexico, Fall 2013, v. 7, p. 1-23, 2013.

SALOMÃO, A. C. B. A cultura e o ensino de língua estrangeira: perspectivas para a formação continuada no projeto teletandem. 2012. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos) – Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, São José do Rio Preto, 2012.

SALOMÃO, A. C. B.; EVANGELISTA, M. C. R. G. Mediation in teletandem: from face to face dialogue to dialogical reflective journals, 2017 [no prelo].

TELLES, J. A. Learning foreign languages in teletandem: Resources and strategies. DELTA – Revista de Estudos em Linguística Teórica e Aplicada, v. 31, n. 3, p. 651-680, 2015.

TELLES, J. A. (org.). Teletandem: um contexto virtual, autônomo e colaborativo para aprendizagem de línguas estrangeiras no século XXI. Campinas: Pontes, 2009.

TELLES, J. A.; VASSALO, M. L. Teletandem: uma proposta alternativa no ensino-aprendizagem assistidos por computadores. In: TELLES, J. A. (org.). Teletandem: um contexto virtual, autônomo e colaborativo para aprendizagem de línguas estrangeiras no século XXI. Campinas: Pontes, 2009.

TELLES, J. A.; VASSALO, M. L. Foreign language learning in-tandem: Teletandem as an alternative proposal in CALLT. The ESPecialist, São Paulo (PUC), v. 27, n. 2, p. 189-212, 2006.

VYGOTSKI, L. S. A formação social da mente. Tradução José Cipolla Neto. 7. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

VYGOTSKI, L. S. Pensamento e Linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

ZAKIR, M. A. Cultura e(m) telecolaboração: uma análise de parcerias de teletandem institucional. 2015. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos) – Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, São José do Rio Preto, 2015.




DOI: https://doi.org/10.21165/el.v48i2.2262

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)