O /r/ retroflexo no Português caipira como resultado de “interferência” da Língua Geral de São Paulo − uma homenagem à obra de Amadeu Amaral

Autores

Palavras-chave:

/r/ retroflexo, “português caipira”, interferência, língua geral de São Paulo

Resumo

No ano do centenário da obra de Amadeu Amaral sobre o Português caipira, neste trabalho revisitamos um conjunto de propostas acerca do /r/ retroflexo, conhecido como “r-caipira”, a fim de, por meio de uma convergência de hipóteses, apresentarmos a proposta de que o /r/ retroflexo falado no interior de São Paulo aponta para uma possível “interferência” da Língua Geral de São Paulo nessa variedade de Português.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGUILERA, V. A. Atlas linguístico do Paraná. Curitiba.1994.

AMARAL, A. O dialeto caipira. Iba Mendes Editor Digital. Livro Digital n. 306. 2.ed. 2020. 2019 [1920]. Disponível em: http://ibamendes.org/O%20Dialeto%20Caipira%20-%20Amadeu%20Amaral%20-%20IBA%20MENDES.pdf. Acesso em 04 de out. de

BRANDÃO, S. F. Nas trilhas do -R Retroflexo. SIGNUM: Estud. Ling., Londrina, v.10, n.2, 2007, p. 265-283.

CALLOU, D.; MORAES, J. A.; LEITE, Y. Variação e diferenciação dialetal: a pronúncia do /r/ no português do Brasil. In: KOCH, Ingedore G. V. (Org.). Gramática do português falado. Vol. VI: desenvolvimentos. Campinas: Editora da Unicamp, 1996. p. 465-493.

CARREÃO, V. A variante rótica retroflexa no português brasileiro: uma caminhada pela linguística histórica. Web-Revista SOCIODIALETO – NUPESDD / LALIMU, v. 7, nº 20. 2017.

CARVALHO, K. C. H. P. Estudo fonético-acústico dos róticos no português e no espanhol para uma aplicação pedagógica. 2006. In.: Estudos Lingüísticos XXXV. p. 1090-1096. Disponível em: http:// gel.org.br/estudoslinguisticos/edicoesanteriores/4publicaestudos2006/sistema06/1264.pdf. Acesso em 07 out. 2020.

CUNHA, C. Língua Portuguesa e Realidade Brasileira. Rio de janeiro: Tempo Brasileiro, 3. ed. 1968.

DA CRUZ, A. Fonologia e Gramática do Nheengatú: A Língua Geral Falada pelos Povos Baré, Warekena e Baniwa. Utrecht: Netherlands Graduate School of Linguistics. 2011.

EDELWEISS, F. G. Estudos Tupis e Tupis-Guaranis: confrontos e revisões. Livraria Brasiliana Editora. Rio de Janeiro. 1969.

FERREIRA, C. S. et al. Atlas linguístico de Sergipe. Salvador.1987.

FERREIRA NETTO, W. Línguas indígenas em São Paulo. Manuscrito.

FREITAS, A. A de. Vocabulário Nheengatu (Vernaculizado pelo português falado em São Paulo). Companhia Editora Nacional. São Paulo.1935.

GUIOTI, L. P. O Estudo da Variante Retroflexa na Comunidade de São José do Rio Preto. 2002. Dissertação de Mestrado, UNESP, São José do Rio Preto. 2002.

HEAD, B. F. Subsídios do Altas prévio dos falares baianos para o estudo de uma variante dialetal controvertida. Cadernos de estudos lingüísticos, Campinas, n. 1, 1978, p. 21-34.

HEAD, B. F. Propriedades fonéticas e generalidades de processos fonológicos: o caso do “R caipira”. In: Cadernos de Estudos Lingüísticos, Campinas, n. 13,1987, p. 5-39.

LADEFOGED, P.; MADDIESON, I. Rhotics. In: The Sounds of the World’s Languages. Blackwell Publishers, Oxford, p. 215-245, 1996.

LEITE, C. M. B. Atitudes Lingüísticas: a Variante Retroflexa em Foco. 2004. Dissertação de Mestrado. UNICAMP Instituto de Estudos da Linguagem. 2004.

LEITE, C. M. B. Um estudo fonético-acústico do /R/ vocalizado em posição de coda silábica. D.E.L.T.A, v.28, n.2, p. 217-243, 2012.

LIMA, M. M. O. As Consoantes Róticas no Português Brasileiro com Notas sobre as Róticas das Variedades de Goiânia, Goiatuba e Uberlândia. 2013. Dissertação de Mestrado. Universidade de Brasília. 2013.

LINDAU, M. The Story of /r/. UCLA Working Papers in Phonetics, Los Angeles, n.51, 1980.

MELLO, G. C. A língua do Brasil. 3. ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas. 1975 [1946].

NOLL, V. Mudanças na realização de /ȓ/, /r/ em português. In LOBO, T., CARNEIRO, Z., SOLEDADE, J., ALMEIDA, A., and RIBEIRO, S., orgs. Rosae: linguística histórica, história das línguas e outras histórias [online]. Salvador: EDUFBA, 2012, pp. 337-348.

OLIVEIRA, M. S. D.; ZANOLI, M. L.; MODOLO, M. O conceito de “Língua Geral do Brasil” revisitado à luz da linguística de contato. Journal of Ibero-Romance Creoles 9. 2019, p.306-333.

PENHA, J. A. P. A arcaicidade da língua popular brasileira. 1970. Franca, Tese (Doutorado em Letras), 1970.

PREZIA, B. A. Os indígenas no planalto paulista nas crônicas quinhentistas e seiscentistas. São Paulo: Humanitas, 2000.

ROBL, A. Os momentos do tupi. Letras, Curitiba, v.25, 1976.

ROBL, A. Alguns problemas da influência tupi na fonética e morfologia do português popular do Brasil. UFPR. LETRAS, Curitiba, v.34, 1985, p. 145-154.

RODRIGUES, A. N. O dialeto caipira na região de Piracicaba. São Paulo: Atica. Ensaios, v.5, 1974.

SANTIAGO-ALMEIDA, M. M. Desde antes do português brasileiro. Revista de Letras Norte@mentos - Revista de Estudos Linguísticos e Literários, Sinop, MT, v. 6, n. 12, 2013.

WEINREICH, U. Languages in contact: Findings and problems. 6th. edition. The Hague: Mouton, [1953] 1968.

WINFORD, D. An Introduction to Contact Linguistics. Hoboken, New Jersey: WileyBlackwell. 2003.

Downloads

Publicado

27-12-2021

Como Citar

Oliveira, M. S. D. de, & Zanoli, M. de L. (2021). O /r/ retroflexo no Português caipira como resultado de “interferência” da Língua Geral de São Paulo − uma homenagem à obra de Amadeu Amaral. Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978), 50(3). Recuperado de https://revistas.gel.org.br/estudos-linguisticos/article/view/3024

Edição

Seção

Artigos