Fenômenos discursivos na atividade enunciativa-discursiva de três sujeitos parkinsonianos

Maira Camillo

Resumo


A proposta foi investigar em que medida se aproximam e/ou se distanciam os momentos de quebras na amarração dos significantes, mostrados por hesitações, na atividade discursiva de três sujeitos parkinsonianos. Os objetivos foram investigar: frequência das rupturas na amarração dos significantes; as relações entre os elementos dos enunciados e as hesitações; e interferências motoras da doença nos resultados quantitativos e qualitativos. Analisamos transcrições de sessões de conversação dos sujeitos e encontramos funcionamentos de controle e não controle da deriva. Como resultados, observamos que os sujeitos neurológicos aproximaram-se quanto às frequências das ocorrências de controle e não controle dos sentidos. Contudo, os sujeitos distanciaram-se na maneira como estabeleceram relações discursivas nas rupturas do dizer.


Palavras-chave


Hesitação; enunciação; discurso; doença de Parkinson

Texto completo:

PDF

Referências


ALTHUSSER, Louis. De O Capital à filosofia de Marx. In: ALTHUSSER, Louis et al. Ler O Capital. v. I. Tradução bras. de Nathanael C. Caixeiro. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.

CAMILLO, Maira. Hesitações em deslizamentos do dizer de sujeitos parkinsonianos e não-parkinsonianos: um estudo comparativo. 2011. 256 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, São José do Rio Preto, 2011.

CHACON, Lourenço; SCHULZ, Geralyn. Duração de pausas em conversas espontâneas de Parkinsonianos. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, n. 39, p. 51-71, 2000.

FENTON, Elaine; SCHLEY, W. Shain; NIIMI, Seiji. Vocal Symptoms in Parkinson Disease Treated With Levodopa: a case report. An. otol., New York, v. 1, p. 119-121, 1982.

MARCUSCHI, Luiz Antonio. A hesitação. In: NEVES, Maria Helena Moura (Org.). Gramática do Português Falado: novos estudos. Campinas: Unicamp/Fapesp, 1999. p. 159-194.

MARCUSCHI, Luiz Antonio. Fenômenos Intrínsecos da Oralidade: a hesitação. In: KOCH, Ingedore Grunfeld Villaça; JUBRAN, Clélia Cândida Abreu Spinardi. (Org.) Gramática do português falado. 2004.

NASCIMENTO, Julyana Chaves. Fenômeno hesitativo na linguagem: um olhar para a doença de Parkinson. 2005. 158f. Dissertação (Mestrado em Estudos Linguísticos) – Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, São José do Rio Preto, 2005.

PÊCHEUX, Michel. Análise automática do discurso. In: GADET, Françoise; HAK, Tony (Org.). Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. Tradução de Bethânia S. Mariani et al. 3. ed. Campinas: Editora da Unicamp, 1997a.

PÊCHEUX, Michel. O discurso: estrutura ou acontecimento. 5. ed. Tradução de Eni Pulcinelli Orlandi. São Paulo: Pontes, 2008.

PRETI, Dino; URBANO, Hudinilson. A linguagem falada culta na cidade de São Paulo: materiais para seu estudo. São Paulo: T.A. Queiroz, Editor/Fapesp, 1998.

SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de Lingüística Geral. 7. ed. São Paulo: Cultrix, 1975 [1916].

STARKSTEIN, S. E.; MERELLO, M. A prospective longitudinal study of depression. Cognitive decline and physical impairments in patients with Parkinson’s disease. J. Neurol. Neurosurg. Psychiatry, 2002.

TFOUNI, Leda Verdiani. Letramento e autoria: uma proposta para contornar a dicotomia oral e escrita. Revista da ANPOLL, Campinas, n. 18, p. 127-141, 2005.

TFOUNI, Leda Verdiani. Múltiplas faces da autoria: análise do discurso, psicanálise, literatura, modernidade e enunciação. 1. ed. Ijuí (RS): Editora Unijuí, 2008a.

TFOUNI, Leda Verdiani. Mensagem e poesia. A atualidade de Saussure e Jakobson, ou sobre a verdade do sujeito (e do sentido) em deriva. In: GASPAR, Nádea Regina; ROMÃO, Lucília M. Sousa (Org.). Discurso e texto: multiplicidade de sentidos na ciência da informação. São Carlos: EDUFSCAR, 2008b.

WITT, Melodi. Duração de pausas iniciais e extensão de turnos na atividade conversacional de parkinsonianos. Relatório Fapesp, Processo 02/09715-8, 2003.

ZANIBONI, Lílian Fátima. Função das pausas na atividade discursiva de sujeitos com doença de Parkinson. 2002, 138f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, São José do Rio Preto.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)