“Lugar de mulher é...”: fórmula ou expressão cristalizada?

Edvania Gomes da Silva

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar enunciados que circulam na internet e que são iniciados pela expressão “Lugar de mulher é...”. O eixo central das discussões situa-se no conceito de fórmula, conforme proposta de Krieg-Planque (2010). As análises mostram que o enunciado sob análise, mesmo sem ser uma fórmula stricto sensu, possui um funcionamento discursivo próximo da fórmula.


Palavras-chave


análise de discurso; internet; fórmula; circulação

Texto completo:

PDF

Referências


ARENDT, H. A condição humana. Tradução de Roberto Raposo. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2009 [1958].

FOUCAULT, M. et al. O homem e o discurso: a arqueologia de Michel Foucault. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1996 [1971].

GINZBURG, C. Relações de força: história, retórica, prova. Tradução de Jônatas Batista Neto. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

KRIEG-PLANQUE, A. A noção de fórmula em Análise do Discurso: quadro teórico e metodológico. Tradução de Luciana Salazar Salgado e Sírio Possenti. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.

MAINGUENEAU, D. Unidade tópicas e não-tópicas. Tradução de Maria Cecília Perez de Souza-e-Silva. In: SOUZA-E-SILVA, M. C. de; POSSENTI, S. (Org.). Cenas da enunciação. Curitiba/PR: Criar Edições, 2006a. p. 9-24.

MAINGUENEAU, D.Citação de destacabilidade. Tradução de Maria Cecília Perez de Souza-e-Silva. In: SOUZA-E-SILVA, M. C. de; POSSENTI, S. (Org.). Cenas da enunciação. Curitiba/ PR: Criar Edições, 2006b, p. 72-90.

MAINGUENEAU, D.Aforização – enunciados sem texto?. Tradução de Ana Raquel Motta. In: SOUZA-E-SILVA, M. C. de; POSSENTI, S. (Org.). Doze conceitos em Análise do Discurso. São Paulo: Parábola Editorial, 2010. p. 9-24.

PÊCHEUX, M. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Campinas: Editora da Unicamp, 1988 [1975].

PÊCHEUX, M. PÊCHEUX, M. O discurso: estrutura ou acontecimento. Campinas: Pontes, 1997 [1983].

POSSENTI, S. O dado dado e o dado dado. In: POSSENTI, S. Os limites do discurso. Curitiba/PR: Criar Edições, 2004. p. 27-36.

SARAIVA, A. Poética e enigmática das adivinhas populares portuguesas. In: ENCONTRO SOBRE CULTURA POPULAR (Homenagem ao Prof. Dr. Manuel Viegas Guerreiro), 1, 1998. Actas ... Ponta Delgada: Universidade dos Açores, 1999. Folclore, p. 253-A.

SAUSSURE. F. Curso de linguística geral. Tradução de Antônio Chelini, José Paulo Paes e Izidoro Blikstein. 26. ed. São Paulo: Cultrix, 2004 [1916].

TODOROV, T. Os gêneros do discurso. São Paulo: Martins Fontes, 1980.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)