Estudo da negociação de faces em debate eleitoral: o papel das relações retóricasEstudo da negociação de faces em debate eleitoral: o papel das relações retóricas

Gustavo Ximenes Cunha

Resumo


Este trabalho procura verificar de forma detalhada o papel que as relações retóricas exercem no processo de negociação de faces em um exemplar do gênero debate eleitoral. Partindo de pesquisas que evidenciaram o impacto do fenômeno da negociação de faces sobre o plano da organização retórica do discurso, este estudo investiga o conjunto das relações que se mostraram mais relevantes para a negociação de faces entre os candidatos: elaboração, justificação, conjunção, evidência, antítese, contraste e solução. Os resultados revelaram que essas relações não constituem simples recursos de articulação de orações. Elas devem ser entendidas como estratégias discursivas poderosas de negociação de imagens identitárias.


Palavras-chave


relações retóricas; negociação de faces; debate eleitoral.

Texto completo:

PDF

Referências


ANTONIO, J. D. Estrutura retórica e articulação de orações em narrativas orais e em narrativas escritas do português. 2004. 245 f. Tese (Doutorado em Linguística) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2004.

BROWN, P.; LEVINSON, S. Politeness: some universals in language use. Cambridge: Cambridge University Press, 1987. 320 p.

CHARAUDEAU, P. Discurso político. São Paulo: Contexto, 2013. 345 p.

CUNHA, G. X. As relações retóricas e a negociação de faces em debate eleitoral. Confluência. 47, p. 205-238, 2014.

CUNHA, G. X. O papel das relações retóricas na negociação de faces em debate eleitoral. 2015. 170 f. Relatório de pesquisa (Pós-Doutorado em Linguística) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

DECAT, M. B. N. Estrutura retórica e articulação de orações em gêneros textuais diversos: uma abordagem funcionalista. In: MARINHO, J. H. C.; SARAIVA, M. E. F. (org.). Estudos da língua em uso: da gramática ao texto. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2010. p. 231-262.

GOFFMAN, E. Ritual de interação: ensaios sobre o comportamento face a face. Petrópolis: Vozes, 2011. 289 p.

MANN, W. C.; THOMPSON, S. A. Relational propositions in discourse. Discourse Processes, v. 9, n. 1, p. 57-90, 1986.

MANN, W. C.; THOMPSON, S. A. Antithesis: a study in clause combining and discourse structure. Marina del Rey, CA: Information Sciences Institute. 1987.

MATTHIESSEN, C. M. I. M.; THOMPSON, S. A. The structure of discourse and "subordination". In: HAIMAN, J.; THOMPSON, S. A. (eds.). Clause Combining in Discourse and Grammar. Amsterdam and Philadelphia: John Benjamins, 1988. p. 275-329.

SULLET-NYLANDER, F. ; ROITMAN, M. De la confrontation politico-journalistique dans les grands duels politiques télévisés : questions et préconstruits. In: BURGER, M.; JACQUIN, J.; MICHELI, R. (orgs.). Actes du colloque "Le français parlé dans les médias: les médias et le politique", 2009. p. 01-19.

TABOADA, M.; MANN, W. C. Applications of Rhetorical Structure Theory. Discourse studies. v. 8, p. 567-588, 2006.




DOI: https://doi.org/10.21165/el.v45i3.610

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)