A produção de efeito discursivo de copresença Lula-Dilma em 2010: enquadramentos da revista Época

Elaine de Moraes Santos

Resumo


A partir do acontecimento político-midiático das eleições presidenciais de 2010 no Brasil, discutimos neste texto a produção de efeito discursivo de copresença Lula-Dilma nos enquadramentos midiáticos do segundo semanário brasileiro de atualidades com maior tiragem e circulação no país: a revista Época. Para tanto e com base nos pressupostos teórico-metodológicos da Análise do Discurso de linha francesa, analisamos a midiatização da candidata do Partido dos Trabalhadores (PT) Dilma Rousseff, e do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva na matéria “Nem eles esperavam tanto”. Os resultados mostram que o emprego metafórico de mantras (Lula [não]é Dilma/Dilma [não]é Lula) se destacou na promoção da copresença Lula-Dilma e na desconstrução da imagem que, segundo o semanário, o PT queria imprimir junto ao público para se manter no poder.


Palavras-chave


discurso; copresença; eleições presidenciais; enquadramento; mídia impressa.

Texto completo:

PDF

Referências


BARTHES, R. A câmara clara: notas sobre a fotografia. Tradução de Júlio Castañon Guimarães. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984. 185 p.

BÁRTOLO, J. M. As impressões do corpo – uma análise do corpo em ambientes virtuais. In: Revista de Comunicação e Linguagens, edição RCL 33 – Corpo, técnica, subjetividades, p. 305-322, 2004.

CARDOSO, C. O corpo presente. In: RUBIM, A. A. C.; BENTS, I. M. G.; PINTO, M. J. (orgs). Comunicação e sociabilidade nas culturas urbanas contemporâneas. Petrópolis: Vozes e Compós: Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação, 1999. p. 41-53.

CARNEGIE, T. A. M. Interface as Exordium: The rhetoric of interactivity. Computers and Composition 26, 2009, p. 164-173. Disponível em: . Acesso em: 15 jan. 2012.

CERTEAU, M. de. A escrita da história. Tradução de Maria de Lourdes Menezes; revisão técnica Arno Vogel. 3. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2013. 385 p.

DIAS, C. Da corpografia: ensaio sobre a língua/escrita na materialidade digital / Cristiane Dias. Santa Maria: UFSM, PPGL, 2008. 68 p.

ÉPOCA. São Paulo: GLOBO, n.608, 11 jan. 2010a. 106 p.

ÉPOCA. São Paulo: GLOBO, n.614, 22 fev. 2010b. 114 p.

ÉPOCA. São Paulo: GLOBO, n.617, 15 mar. 2010c. 122 p.

ÉPOCA. São Paulo: GLOBO, n.624, 03 mai. 2010d. 130 p.

ÉPOCA. São Paulo: GLOBO, n.621, 12 abr. 2010e. 130 p.

ÉPOCA. São Paulo: GLOBO, n.632, 28 jun. 2010f. 122 p.

FOUCAULT, M. O nascimento da clínica. Tradução de Roberto Machado. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1963. 241 p.

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. Organização e tradução de Roberto Machado. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1979. 295 p.

FOUCAULT, M. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Tradução de Raquel Ramalhete. 37. ed. Petrópolis: Vozes, 2009. 291 p.

FOUCAULT, M. A arqueologia do saber. Tradução de Luiz Felipe Baeta Neves. 7. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010a. 244 p.

FOUCAULT, M. A ordem do discurso. Tradução de Laura Fraga de Almeida Sampaio. 20. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2010b. 79 p.

FOUCAULT, M. Os anormais: curso no Collège de France (1974-1975). São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2010c. 330 p.

FOUCAULT, M. Diálogo sobre o poder. In: Estratégia, Poder-Saber. Tradução de Manoel Barros de Motta e Vera Lucia Avellar Ribeiro. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010d. p. 253-266. (Ditos e Escritos; IV).

GALLO, S. L.; ROMÃO, L. M. S. Corpo e(m) discurso na rede. In: ROMÃO, L. M. S.; GALLI, F. C. S. Rede eletrônica: sentidos e(m) movimentos. São Carlos: Pedro & João Editores, 2011. p. 13-22.

GIDDENS, A. A constituição da sociedade. Tradução de Álvaro Cabral. 3. ed. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2009. 458 p.

GOFFMAN, E. A representação do eu na vida cotidiana. Tradução de Maria Célia Santos Raposo. 19. ed. Petrópolis: Vozes, 2013. 273 p.

LE BRETON, D. Individualização do corpo e tecnologias contemporâneas. In: O triunfo do corpo: polêmicas contemporâneas. COUTO, E. S.; GOELLNER, S. V. (orgs.). Petrópolis: Vozes, 2012. p. 15-32.

LE BRETON, D. Antropologia do corpo e modernidade. Tradução de Fábio dos Santos Creder Lopes. Petrópolis: Vozes, 2001. 407 p.

SANTAELLA, L. Corpo e comunicação: sintoma da cultura. São Paulo: Paulus, 2004. 168 p.

VILLAÇA, N. A edição do corpo: tecnociência, artes e moda. 2. ed. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2011. 272 p.




DOI: https://doi.org/10.21165/el.v45i3.771

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)