Uma proposta preliminar de sistema consonantal para a língua Kaxarari (Pano)

Raphael Augusto Oliveira Barbosa

Resumo


Este artigo apresenta alguns resultados preliminares de um estudo sobre as consonantes da língua Kaxarari (Pano). Os dados usados nessa proposta de análise fonológica têm como base os principais trabalhos sobre essa língua já realizados. A perspectiva teórica e metodológica corresponde aos princípios desenvolvidos pelo Círculo Linguístico de Praga. Nesse sentido e conforme uma comparação de alguns fonemas consonantais em um grupo de línguas Pano, as consoantes do Kaxarari são analisadas com base nos traços distintivos: [+/–obstruinte], [+/–contínuo] e [+/–nasal]. Com isso, proponho um delineamento do sistema consonantal para o Kaxarari e, de acordo com os processos de derivação das consoantes líquidas /ɾ/ e /l/, apresento uma provável inovação na família Pano referente à oposição do traço [+/–contínuo] em segmentos consonantais [–obstruintes] [–nasais].


Palavras-chave


fonologia funcional; sistema fonológico consonantal; língua Kaxarari

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, João C. de. Rã-txahu-ni-ku-ĩ: a língua dos Caxinauás do Rio Ibuacú Afluente do Murú. 2. ed. Rio de Janeiro: Sociedade Capistrano de Abreu, 1914.

AGUIAR, Maria S. de. Elementos de descrição Sintática para uma gramática Katukina. 78 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1988.

AGUIAR, Maria S. de. Análise Descritiva e Teórica do Katukina Pano. 1994. Tese (Doutorado em Linguística) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1994.

AQUINO, Terri V. Os Kaxarari. Relatório de avaliação. CPI-Acre, 1985.

BARROS, Luizete G. A nasalização vocálica e fonologia introdutória à língua Katukina (Pano). 1987. 112 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1987.

CABRAL, Ana. S. A. C.; MONSERRAT, Ruth M. F. Atualização léxico-semântica de línguas indígenas, Kaxarari (Rondônia) e Katukina (Acre). Relatório CNPq/Fundação Nacional pro Memória. Brasília: Ministério da Cultura. (ms.), 1987.

CAMARGO, Eliane. Esboço fonológico do Caxinaua (Pano). Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi, v. 9, p. 209-228, 1993.

CÂNDIDO, Gláucia V. Descrição Morfossintática da Língua Shanenawa (Pano). 2004. Tese (Doutorado em Linguística) – Campinas: Universidade Estadual de Campinas, 2004.

CÂNDIDO, Gláucia V.; RIBEIRO, Lincoln A. A.; ISHY, Priscila H. Uma nova visão sobre aspectos fonológicos da língua Kaxarari da família Pano. In: SEMINÁRIO DO GRUPO DE ESTUDOS LINGUÍSTICOS DO ESTADO DE SÃO PAULO, 57., 2009, Ribeirão Preto. Manuscrito (apresentação de comunicação oral). Ribeirão Preto: Universidade de Ribeirão Preto, 2009.

COUTO, Alexandre.Ortografia Kaxarari –uma proposta. Porto Velho: SIL, 2005.

CUNHA, Carla M. A Morfossintaxe da Língua Arara (Pano) do Acre. 1993. 172 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade Federal de Pernanbuco, Recife, 1993.

ERIKSON, Philippe. Uma singular pluralidade: a etno-história Pano. In: CUNHA, M. C. (Org.). História dos Índios no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1992. p. 239-252.

FERREIRA, Rogério V. Língua Matis (Pano): uma descrição gramatical. 2005. 324 f. Tese (Doutorado em Linguística) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2005.

FERREIRA, Vitória R. S. Língua Matis (Pano): uma análise fonológica. 2000. 143 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

FLECK, David. W. A Grammar of Matses. 2003. Tese (Doutorado em Linguística) – Departamento de Lingüística, Rice University, Houston, 2003.

FLECK, David. W. Panoan Language and Linguistics. Anthropological papers of the American Museum of Natural History, n. 99, 2013.

GIRARD, Victor. Proto-Takanan Phonology. Berkeley: UCPL, 1971.

GOMES, Ivonete B. S. R. O que aconteceu aos Kaxarari: um estudo etnográfico de (in) sustentabilidade ambiental.2009. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente) – Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, 2009.

GREENBERG. Joseph H. Language in the Americas. Stanford: Stanford University Press, 1987.

HYDE, Sylvia Y. de. Diccionario amahuaca. Peru: Instituto Linguístico de Verão, 1980.

JAKOBSON, Roman. Fonema e Fonologia: a Fonologia em relação com a Fonética. In: Textos selecionados. São Paulo: Abril Cultural, 1978. (Coleção Os Pensadores).

JAKOBSON, Roman. Princípios de fonologia histórica. Campinas: Curt Nimuendaju, 2008.

KENSINGER, Kenneth M. The phonological hierarchy of Cashinahua (Pano). Studies in Peruvian Indian Languages, Mexico, n. 9, p. 207-217, 1963.

KEY, Mary R. Comparative Tacanan Phonology, with Cavineña Phonology and notes on PanoTacanan relationships. The Hague: Mouton, 1968.

LA GRASSERIE, Raul de. De La Famille Linguistique Pano. In: CONGRESO INTERNACIONAL DE AMERICANISTAS, n. 7, Berlin. Actas... Berlim, 1890. p. 438-50.

LANES, Elder J. Mudança Fonológica em Línguas da Família Pano. 2000. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2000.

LOOS, Eugene E. The Phonology of Capanahua and its Grammatical Basis. 1969. 233 f. Ph. D. Thesis (Linguistics) – Univesity of Texas, Austin, 1969.

LOOS, Eugene E. Pano-Tacananmorpho-syntax. Amazon Languages Seminar. Portland, Oregon, 1987.

LOOS, Eugene E. Pano. In: DIXON, Robert. M. W.; AIKHENVALD, Alexandra. Y. (Ed). The Amazonian Languages. Cambridge: Cambridge University Press, 1999. p. 227-50.

LOOS, Eugene E. Un Breve Estudio de la Gramática delProto-Pano. Revista Latinoamericana de Estudios Etnolingüísticos, n. 11, p. 37-50, 2005.

LOOS, Eugene E.; LOOS, Betty H. Diccionario Capanahua-Castellano. 2. ed. Yarinacocha: Instituto Lingüístico de Verano. 2003, 683p. (Serie Lingüística Peruana, 45).

LORIOT, James; LAURIAULT, Erwin; DAY, Dwight. Diccionario Shipibo-Castellano. Yarinacocha: Ministerio de Educaciónand Instituto Lingüístico de Verano, 1993. 554p. (Serie Lingüística Peruana, 31).

MONTAG, Susan. Diccionario Cashinahua. Tomo II. Lima: Instituto Lingüístico de Verano, 1981.

MOREIRA, Maria G. A. Em Busca do Território Perdido: O Reconhecimento da Terra Indígena Kaxarari no Brasil e da Terra Ye’kuana do Alto Orinoco na Venezuela (1970-2002). 2005. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2005.

NAVARRO, Manuel. Vocabulario Castellano-Quechua-Pano con sus respectivas gramáticas Quechuay Pana. Lima: Imprenta del Estado, 1903. 239p.

OSBORN, Henry. Amahuaca phonemes. International Journal of American Linguistics, Chicago, v. 14, n. 3, p.188-190, 1948.

PAULA, Aldir S. de. Poyanáwa: a língua dos índios da Aldeia Barão. Aspectos fonológicos e morfológicos. 1992. 132 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 1992.

PAULA, Aldir S. A língua dos índios Yawanawa do Acre. Tese (Doutorado em Linguística) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004.

PICKERING, Wilbur.Vocabulário Kaxarirí. Brasília: Summer Institute of Linguistics, 1973.(Série Linguística).

PROST, Gilbert. Fonemas de lalenguachácobo. Cochabamba: Instituto Lingüístico de Verano. 1960, 13p. (Notas Lingüísticas de Bolivia, 2).

RIBEIRO, Lincoln A. A. Uma proposta de método quantitativo aplicado à análise comparativa das línguas Pano e Tacana. LIAMES, Campinas, v. 3, p. 135-147, 2003.

RIBEIRO, Lincoln A. Uma proposta de classificação interna das línguas da família Pano. Revista Investigações. Lingüística e Teoria Literária, Recife, v. 19. p. 1-25, 2006.

RIBEIRO, Lincoln A. A.; CÂNDIDO, Gláucia V. O universalismo semântico cognitivo em um estudo sobre termos básicos referentes a cores na língua indígena Shanenawa. Ciências & Cognição, v. 13, p. 152-162, 2008.

SCHULLER, Rudolph. The language of the Tacana Indians (Bolivia), Anthropos, v. 28, p. 99-484, 1933.

SHELL, Olive A. Laslenguas pano y sureconstrucción. In: Estudios panos III. 2 ed. SLP 12, Lima: Instituto Lingüístico de Verano, 1975.

SHELL, Olive A. Vocabulario Cashibo-Cacataibo. Yarinacocha: Instituto Lingüístico de Verano. 1987. 105p. (Serie Lingüística Peruana, 23).

SILVA, Eclenir. Aspectos da fonologia da língua Mastanawa (Pano). 2013. 130 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2013.

SOUSA, Gladys C. Aspectos da Fonologia da Língua Kaxarari. 2004. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004.

SOUZA, Emerson C. de. Aspectos de uma gramática Shawã (Pano). 2012. Tese (Doutorado em Linguística) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2012.

SOUZA, Isaac C. de. Kaxarari (Família Pano). (manuscrito), 1986. 12p.

TRUBETZKOY, Nikolai S. Principles of Phonology. Tradução de A. A. M. Baltaxa. Berkeley; Los Angeles: University of California Press, 1969.

VALENZUELA, Pilar M. Transitivity in Shipibo-Konibo Grammar. 2003. Tese (Doutorado em Linguística) – Universityof Oregon, Oregon, 2003.

ZARIQUIEY, Roberto B. A Grammar of Kashibo-Kakataibo. 2011. Tese (Doutorado em Linguística) – Departamento de Linguística, La Trobe University, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)