Discurso e prosódia: uma interpretação de usos e efeitos da voz num programa eleitoral

Carlos Piovezani

Resumo


Fundamentados na Análise do discurso francesa, pretendemos interpretar as unidades prosódicas que incidem na constituição dos sentidos no discurso político brasileiro. Mais especificamente, analisaremos enunciados do Horário Gratuito de Propaganda Eleitoral, das eleições presidenciais de 2010, focalizando características e modulações vocais num pronunciamento da então candidata Dilma Rousseff. Além de participar da construção de efeitos de autenticidade em seu dizer e da franqueza no que se diz, a voz de Dilma contribui decisivamente para a produção de uma sua condição feminina, refutando enunciados de uma formação discursiva adversária e afirmando sua qualidade de mulher, esposa e mãe.

Palavras-chave


Análise do discurso. discurso político, voz; efeitos de sentido.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)