A paisagem, o ontem e o hoje na crônica de Drummond

Regina Célia dos Santos Alves

Resumo


Carlos Drummond de Andrade é, reconhecidamente, um dos maiores poetas brasileiros do século passado, mas foi também um refinado prosador, sendo a escrita do conto, da crônica, da memória, da notícia uma atividade que o autor desenvolveu por toda a vida, paralelamente à escrita de poemas. Para o presente trabalho, partindo da perspectiva dos estudos da paisagem – esta concebida não apenas como espaço, mas como uma construção simbólica, o aspecto perceptível do espaço e que, portanto, está investido de valores, crenças, utopias, etc. –, o objetivo é a abordagem das crônicas “Vila de Utopia” e “Teatro daquele tempo”. Nelas, Drummond, ao revelar a intensidade da paisagem de Itabira que constrói – mostrada por meio de formas, cores, movimentos e sentimentos –, faz com que o espaço seja a expressão viva de um tempo, tanto presente quanto passado, e também uma espécie de retrato de um eu que vê e significa a paisagem representada.


Palavras-chave


Carlos Drummond de Andrade; paisagem; crônica

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Carlos Drummond de. Confi ssões de Minas. São Paulo: Cosac Naify, 2011.

BACHELARD, Gaston. A poética do espaço. Tradução de Antonio de Pádua Danesi. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

BRITO, Mário da Silva. Um homem em onda curta. In: ANDRADE, Carlos Drummond de. Confi ssões de Minas. São Paulo: Cosac Naify, 2011.

CANDIDO, Antonio. Notas de literatura. In: ANDRADE, Carlos Drummond de. Confissões de Minas. São Paulo: Cosac Naify, 2011.

COLLOT, Michel. Paysage et poésie: du romantisme à nos jours. Paris: José Corti, 2005.

COLLOT, Michel. Pontos de vista sobre a paisagem. In: NEGREIROS, Carmen; LEMOS, Masé; ALVES, Ida Maria (Org.). Literatura e paisagem em diálogo. Rio de Janeiro: Edições Makunaíma, 2012.

COSGROVE, Denis. A geografi a está em toda parte: cultura e simbolismo nas paisagens humanas. Tradução de Olívia B. Lima da Silva. In: CORRÊA, Roberto Lobato; ROSENDHAL, Leny (Org.). Paisagem, tempo e cultura. 2. ed. Rio de Janeiro: Eduerj, 2004.

ESCOREL, Lauro. Crítica Literária. In: ANDRADE, Carlos Drummond de. Confissões de Minas. São Paulo: Cosac Naify, 2011.

HANSEN, João Adolfo. Drummond e o livro inútil. In: ANDRADE, Carlos Drummond de. Confi ssões de Minas. São Paulo: Cosac Naify, 2011.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. Tradução de Carlos Alberto Ribeiro de Moura. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

MILLIET, Sérgio. 15 de outubro. In: ANDRADE, Carlos Drummond de. Confi ssões de Minas. São Paulo: Cosac Naify, 2011.

PESSOA, Fernando. O eu profundo e os outros eus. 34. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2005.

TUAN, Yi-Fu. Topofi lia. Tradução de Lívia de Oliveira. Londrina: Eduel, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)