O papel do interlocutor na elaboração e reelaboração de unidades temáticas no ensino de Línguas Estrangeiras Modernas

Henrique Evaldo Janzen

Resumo


O presente trabalho analisa, à luz da concepção bakhtiniana de linguagem, relatos e unidades temáticas elaborados por graduandos do curso de Letras Anglogermânicas, da Universidade Federal do Paraná, na disciplina de Prática de Ensino e Estágio Supervisionado de LEM. O estudo investiga, mais especificamente, o papel exercido pelo interlocutor nas mudanças efetuadas na (re)construção das unidades temáticas. A análise dos estudantes estagiários mostrou que a interlocução com os colegas de classe e com os alunos do campo de aplicação do estágio gerou reformulações nas unidades. Essas reformulações foram decorrentes de deslocamentos de sentido/de fronteiras (pelo olhar do outro), como assinalaram os estagiários nos relatos produzidos como trabalho final na disciplina de Prática de Ensino.


Palavras-chave


unidades temáticas; interlocutor; concepção bakhtiniana de linguagem.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)