Contribuições bakhtinianas para o ensino da gramática

Juscelino Pernambuco, Maria Flávia Figueiredo

Resumo


Este trabalho tem por objetivo analisar as contribuições que podem ser dadas pelas reflexões de Mikhail M. Bakhtin (2003) para o ensino de gramática escolar. As considerações filosóficas de Bakhtin podem fundamentar um trabalho produtivo com a gramática na escola, porque coloca a interação como centro da preocupação pedagógica com a linguagem e, assim, indica a necessidade de a reflexão sobre a normatividade gramatical vir a ser função da interlocução, do uso real da linguagem e não de um saber sobre a linguagem. O professor, sempre que é chamado a se manifestar sobre o seu trabalho, revela receio de ter de abandonar o ensino da gramática, que para ele continua a ser a garantia do sucesso do aluno em concursos e exames vestibulares. Pretende-se, neste trabalho, discutir modos de se ensinar a gramática como colaboradora da interação social.


Palavras-chave


Bakhtin; gramática; linguística textual; interação; ensino.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)