Desafios metodológicos da pesquisa em Neurolinguística no início do século XXI

Rosana do Carmo Novaes-Pinto

Resumo


Este artigo apresenta uma discussão sobre o tema da metodologia em Neurolinguística, um campo híbrido constituído pelos paradigmas teórico-metodológicos das Neurociências e da Linguística. Primeiramente são apresentados, criticamente, os principais aspectos das pesquisas
quantitativas, que reduzem a complexidade dos fenômenos a fim de postular modelos abstratos, entendidos como científicos. Por outro lado, as abordagens qualitativas, geralmente vistas como não-científicas, consideram os dados individuais e singulares como características do funcionamento real do sistema linguístico-cognitivo. A discussão também considera a ética nas pesquisas em ciências humanas, intimamente relacionada às escolhas teóricas e metodológicas feitas para dar
conta dos fenômenos e, especialmente, para lidar com sujeitos reais.


Palavras-chave


metodologia em ciências humanas; neurolinguística; pesquisa qualitativa; ética em pesquisa; afasia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)