Sobre a dicotomia língua e fala e os erros no processo de aquisição da linguagem

Irani Rodrigues Maldonade

Resumo


O quadro de Saussure (1972, 2002) tem se mostrado importante referencial teórico para refletir sobre o processo de aquisição da linguagem, especialmente para pesquisadores interacionistas, que elegem o erro como dado privilegiado de análise. Desde a proposta de De Lemos (2002), enfrenta-se a necessidade de mostrar como a criança se encontra submetida à língua, em instâncias que possibilitam sua constituição como sujeito falante. O objetivo aqui é refletir sobre alguns erros no processo de aquisição da linguagem de crianças brasileiras, que dizem respeito à aquisição do léxico, levando-se em consideração a polêmica dicotomia entre língua e fala em Saussure. Este autor afirma que é ouvindo os outros que “aprendemos” a língua materna. Os erros aqui discutidos permitiram surpreender o pulsar da língua na fala da criança durante o processo de aquisição da linguagem; em outras palavras, no jogo ininterrupto da linguagem em funcionamento e seus efeitos, que ressaltam a indissociabilidade entre língua e fala.


Palavras-chave


aquisição da linguagem; erros na fala da criança; Saussure

Texto completo:

PDF

Referências


ARRIVÉ, M. Em busca de Ferdinand de Saussure. Tradução de M. Marcionilo. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.

BOUQUET, S. Introdução à Leitura de Saussure. São Paulo: Cultrix. 2000.

CASTRO. M. F. P. Sobre o (im)possível esquecimento da língua materna. In: LIER-DE-VITTO, M. F.; ARANTES, L. (Org.). Aquisição, Patologias e Clínica de linguagem. São Paulo: Editora PUC-SP EDUC, 2006. p. 135-148.

_______. Saussure e o necessário esquecimento da fala infantil: uma leitura para a aquisição de linguagem. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, v. 52, n. 1, p. 91-102, 2010.

DE LEMOS, C. G. Sobre a aquisição da linguagem e seu dilema (pecado) original. Boletim da Abralin, n. 3, p. 97-126, 1982.

______. Los processos metafóricos y metonímicos como mecanismo de cambio. Substratum, n. 1, p. 121-135, 1992.

______. Das vicissitudes da fala da criança e de sua investigação. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, n. 42, p. 41-69, 2002.

FIGUEIRA, R. A. O erro como dado de eleição nos estudos de aquisição da linguagem. In: CASTRO, M. F. C. (Org.). O método e o dado no estudo da linguagem. Campinas: Editora da UNICAMP, 1996. p. 55-86.

______. O que a investigação sobre o erro na fala da criança deve a Saussure. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, v. 52, n. 1, p. 115-143, 2010.

______. Em torno da analogia: a contribuição de Saussure para a análise da fala da criança. Pró-língua, João Pessoa, v. 10, n. 1, p. 174-189, 2015.

KOMATSU, E. Ferdinand de Saussure – Cours de linguistique générale. Premier et troisième cours d’après les notes de Riedlinger et Constantin. Tokyo: Université Gakushuin, 1993.

MALDONADE, I. R. Erros na aquisição de verbos com alternância vocálica: uma análise sócio-interacionista. 1995. 211 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1995.

______. Erros na aquisição da flexão verbal: uma análise interacionista. 2003. 167 f. Tese (Doutorado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003.

______. O erro e a autocorreção na relação da criança com a língua. Estudos Linguísticos, São Paulo, v. 41, n. 2, p. 403-418, 2012.

______. Instâncias da língua na fala da criança. Estudos Linguísticos, São Paulo, v. 43, p. 666-678, 2014.

______. Sobre a analogia e os erros no processo de aquisição da linguagem. Estudos Linguísticos, São Paulo, v. 44, n. 2, p. 530-544, 2015.

SAUSSURE, F. Curso de Linguística Geral. São Paulo: Cultrix, 1972.

______. Escritos de Linguística Geral. Organizado e editado por Simon Bouquet e Rudolf Engler. São Paulo: Cultrix, 2002.




DOI: https://doi.org/10.21165/el.v46i2.1696

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)