A identidade semântica da preposição EM

Elizabeth Gonçalves Lima Rocha

Resumo


Propomo-nos, neste trabalho, a discutir aspectos relacionados à identidade semântica da preposição EM, a fim de descrever, para além de sua variação cotextual, o fenômeno que se encontra em seu fundamento. O trabalho organiza-se em três partes. Inicialmente, apresentamos certos estudos gramaticais que descrevem o semantismo da preposição EM na construção das representações espaciais. Na segunda parte deste trabalho, expomos os princípios que orientam nossa investigação, qual seja, o referencial teórico-metodológico da Teoria das Operações Enunciativas. Por fim, na terceira parte, mostramos que a (im)possiblidade de certas representações espaciais no uso do EM deve-se a uma propriedade intrínseca a esse item que revela uma forma abstrata extraída das análises dos dados linguísticos. 


Palavras-chave


semântica preposicional; preposição EM; representações espaciais; identidade semântica

Texto completo:

PDF

Referências


CULIOLI, A. Pour une linguistique de l’énonciation tome 2. Formalisation et opérations. Paris: Ophrys, 1999a.

CULIOLI, A. Pour une linguistique de l’énonciation tome 3. Domaine notionnel. Paris: Ophrys, 1999b.

CULIOLI, A. Pour une linguistique de l’énonciation tome 1. Opérations et représentations. Paris: Ophrys, 1990.

CUNHA, C.; CINTRA, L. Nova gramática do português contemporâneo. 3. ed. Rio de Janeiro: Lexikon, 2001.

DE VOGUÉ, S.; FRANCKEL, J.-J.; PAILLARD, D. Linguagem e enunciação: representação, referenciação e regulação. São Paulo: Contexto, 2011.

FRANCKEL, J.-J.; PAILLARD, D. Grammaire des prépositions. T. 1. Paris: Ophrys, 2007.

HOUAISS, A. Dicionário eletrônico Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009.

LIMA, C. H. da R. Gramática Normativa da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: José Olympio, 2003.

NEVES, M. H. de M. Gramática de usos do português. São Paulo: Editora UNESP, 2011.

PAILLARD, D. Prépositions et rection verbale, 2002. Disponível em: https://www.cairn.info/revue-travaux-de-linguistique-2002-1-page-51.htm. Acesso em: 05 jul. 2019.

ROMERO-LOPES, M. C. Processos enunciativos de variação semântica e identidade lexical: a polissemia redimensionada. 2000. Tese (Doutorado em Língua e Literatura Francesa) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.

ROMERO, M. Le fonctionnement sémantique de la préposition POR en portugais brésilien. Faits de Langues, Les Cahiers, Paris: Ophrys, n. 3, p. 209-232, 2011.

ROMERO, M. Processos enunciativos e identidade semântica da preposição POR. Cadernos do IL, Porto Alegre, n. 46, p. 149-170, 2013.

ROMERO, M.; TRAUZZOLA, V. S. L. Identidade lexical, funcionamento enunciativo e variação semântica para a Teoria das Operações Enunciativas. Calidoscópio, Rio Grande do Sul, v. 12, n. 2, p. 239-248, 2014.

ROMERO, M.; VILELA, T. R. O uso interproposicional de POR em uma descrição unitária de funcionamento da preposição. In: DIAS, L. F. et ali. (org.). Enunciação e materialidade linguística. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2015.

ROMERO, M. Léxico, invariancia y actividad de lenguaje. In: GARCÍA-MOLINS, A. L.; JIMÉNEZ, D. J. (ed.). Enacción y léxico. Valencia: Tirant Humanidades, 2017.

VILELA, T. R. Educação léxico-gramatical: um estudo semântico-enunciativo da preposição COM. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação e Saúde na Infância e na Adolescência) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2016.

VILELA, T. R.; ROCHA, E. G. L. Um breve panorama: descrição e abordagem metodológica de preposições no português brasileiro. Revista Estudos Linguísticos, São Paulo, v. 46,

n. 1, p. 296-310, 2017.




DOI: https://doi.org/10.21165/el.v48i3.2219

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)