Argumentação, humor e incongruência na linguagem da criança

Alessandra Jacqueline Vieira, Alessandra Del Ré

Resumo


Este artigo tem por objetivo discutir a questão da incongruência nos discursos humorístico e argumentativo, tratando da definição de cada um desses termos e, além disso, de sua emergência na fala das crianças. Para tanto, trazemos, para embasar as discussões, alguns dados produzidos por duas crianças brasileiras monolíngues – português, G. e S., gravadas em situação de interação com os pais e nos contextos cotidianos, como o jantar, durante suas brincadeiras, entre outros. Trata-se de investigar de que modo a argumentação e o humor estão relacionados na fala dessas crianças, interligadas muitas vezes pela incongruência, fenômenos ainda pouco estudados nas pesquisas sobre a aquisição de linguagem, especialmente sobre as intersecções desses elementos na fala de crianças pequenas. Nossas primeiras observações demonstram que as crianças utilizam precocemente estratégias linguísticas, tanto para defender seu ponto de vista quanto para escapar da repreensão de seus pais e, muitas vezes, elas as fazem utilizando o humor.


Palavras-chave


argumentação; humor; incongruência; criança; linguagem na infância

Texto completo:

PDF

Referências


AIMARD, P. Les bébés de l’humour. Liège-Bruxelles: Pierre Mardaga, 1988.

BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. In: BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Tradução Maria Ermantina Galvão Gomes Pereira. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BAKHTIN/VOLOSHINOV. Discurso na vida e discurso na arte. 1926. Tradução Inédita de Cristovão Tezza do artigo “Discourse in Life and Discourse in Art”, publicado como apêndice in: VOLOSHINOV, V. N. Freudianism: a marxist critique. New York: Academic Press, 1976.

BAKHTIN/VOLOCHÍNOV. Marxismo e filosofia da linguagem. Tradução Michel Lahud e Yara F. Vieira. 7. ed. São Paulo: Hucitec, 1995.

BARIAUD, F. La genèse de l’humour chez l’enfant. Paris: Presses Universitaires de France, 1983.

BÉAL, C.; TRAVERSO V. Hello, we’re outrageously punctual: front door rituals between friends in France and Australia, Journal of French Language Studies, v. 20-1, p. 17-29, 2010.

BÉAL, C.; MULLAN, K. Issues in conversational humour from a cross-cultural perspective: comparing French and Australian corpora. In: BÉAL, C.; MULLAN, K.; PEETERS, B. (ed.). Cross-culturally Speaking, Speaking Cross-culturally. Cambridge: Cambridge Scholar Press, 2013.

DEL RÉ, A. A criança e a magia da linguagem: um estudo sobre o discurso humorístico. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2011.

DEL RÉ, A. Aquisição da linguagem: uma abordagem psicolinguística. São Paulo: Contexto, 2006.

DEL RÉ, A. Explicação e humor na linguagem da criança. In: FERNANDES, S. D. Aquisição da Linguagem: conceito, definição e explicação na criança. Araraquara: Cultura Acadêmica – FCL/UNESP, 2003a. (Trilhas Linguísticas, 4)

DEL RÉ, A. L’explication et l’humour chez le jeune enfant. La linguistique, Paris, v. 39, p. 75-91, 2003b.

DEL RÉ, A.; DE PAULA, L.; MENDONÇA, M. A linguagem da criança: um olhar bakhtiniano. São Paulo: Contexto, 2014a.

DEL RÉ, A.; DE PAULA, L.; MENDONÇA, M. Explorando o discurso da criança. São Paulo: Contexto, 2014b.

DEL RÉ, A.; HILÁRIO, R. N.; MOGNO, A. S. Aquisição da linguagem: a singularidade, a recorrência, as generalizações In: DEL RÉ, A.; DE PAULA, L.; MENDONÇA, M. A linguagem da criança: um olhar bakhtiniano. v. 1. São Paulo Contexto, 2014. p. 137-154.

DEL RÉ, A.; HILÁRIO, R. N.; VIEIRA, A. J. Subjetividade, individualidade e singularidade na criança: um sujeito que se constitui socialmente. Bakhtiniana: Revista de Estudos do Discurso, v. 7, p. 57-74, 2012.

DEL RÉ, A.; MORGENSTERN, A. To laugh or not to laugh: that is the question, in IADA 2009 – Polyphony and Intertextuality in Dialogue. Barcelona: University of Münster, v. 2, p. 41-54, 2009.

DEL RÉ, A.; MORGENSTERN, A.; DODANE, C.; QUIMELLO, H. Diversão partilhada, humor e ironia: um estudo sobre a produção de enunciados por uma criança brasileira. In: DEL RÉ, A.; PAULA, L. de; MENDONÇA, M. (ed.). Explorando o discurso da criança. São Paulo: Contexto, 2014.

DEL RE, A.; DODANE, C.; CAVALCANTE, M. C. B.; MASSINI-CAGLIARI, G. Discurso, prosódia e multimodalidade na produção humorística de uma criança monolíngue. In: SILVA, C. L. da; DEL RÉ, A.; CAVALCANTE, M. A criança na/com a linguagem: saberes em contraponto. v. 1. Porto Alegre: Instituto de Letras, UFRGS, 2017.

DEL RÉ, A.; MORGENSTERN, A.; DODANE, C. Enunciados humorísticos infantis em foco: implicações pragmáticas, cognitivas e sociais. Revista Alfal, no prelo.

DODANE, C.; JEREMI SAUVAGE, F. H.; BARKAT-DEFRADAS, M.; DEL RÉ, A. Riso e discurso: do acústico ao contextual. In: DEL RÉ, A.; PAULA, L. de; MENDONÇA, M. (ed.). Explorando o discurso da criança. São Paulo: Contexto, 2014. p. 35-53.

DEL RÉ, A.; HILÁRIO, R. N.; ANTÔNIO RODRIGUES, R. O corpus NALingua e as tecnologias de apoio: a constituição de um banco de dados de fala de crianças no Brasil, Artefactum, v. 13, p. 1-16, 2016.

DEL RE, A.; DODANE, C.; MORGENSTERN, A. De l’amusement partagé à la production de l’humour chez l’enfant. In: FARHAT, M.; LACOSTE, F. (ed.). L’humour dans le bassin méditerranéen: contacts linguistiques et culturels. v. 1. Tunísia: Nouha éditions, 2015.

p. 115-139.

DEL RE, A.; DE SANTIS, A. B.. Algumas reflexões sobre a constituição do discurso humorístico infantil: o caso de uma criança bilíngue franco-brasileira. In: BARBOSA, M.; MORAIS, C. F. de; VIDAL, M. E. B. (Org.). Teorias de Linguagens: pesquisa e ensino. Campinas: Mercado de Letras, 2017. p. 109-128.

FRANÇOIS, F. Morale et mise en mots. Paris: L’harmattan, 1994.

FRANÇOIS, F. Essais sur quelques figures de l’orientation: hetetogénéité, mouvements et styles. Paris: Éditions Lambert-Lucas, 2009.

FREUD, S. Os chistes e sua relação com o inconsciente. v. VIII. Tradução Jayme Salomão. In: Edição Standard Brasileira das Obras Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1969 [1905].

LEITÃO, S. Auto-argumentação na linguagem da criança: momento crítico na gênese do pensamento reflexivo. In: DEL RÉ, A.; FERNANDES, S. D. (org.). A linguagem da criança: sentido, corpo e discurso. São Paulo: Cultura Acadêmica, Série Trilhas Linguísticas 15, 2008a. p. 35-60.

LEITÃO, S. Beyond narrative: an excursion into argumentation-based relations within the dialogical self. Paper presented at the 8th dialogical self-conference. Cambridge, UK, 26-28, August, 2008b.

LEITÃO, S. Processos de construção do conhecimento: a argumentação em foco.

Pro-Posições, Campinas, v. 18, n. 3 [54], p. 75-92, set./dez. 2007a.

LEITÃO, S. Argumentação de desenvolvimento do pensamento reflexivo. Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 20, n. 3, p. 454-462, 2007b. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/prc/v20n3/a13v20n3.pdf. Acesso em: 10 jun. 2010.

LEITÃO, S. Analyzing changes in view during argumentation: a quest for method. Forum: Qualitative Social Research, Art 12, v. 2, n. 3, 2001. [não paginado]

LEITÃO, S.; BANKS-LEITE, L. Argumentação na linguagem infantil: algumas abordagens. In: DEL RÉ, A. Aquisição da linguagem: uma abordagem psicolinguística. São Paulo: Contexto, 2006.

LEITÃO, S.; DAMIANOVIC, M. C. (org.). Argumentação na escola: o conhecimento em construção. Campinas: Pontes Editores, 2011.

LEITÃO, S.; FERREIRA, A. P. M. Argumentação infantil: condutas opositivas e antecipação de oposição In: MEIRA, L.; SPINILLO, A. G. (ed.). Psicologia cognitiva: cultura, desenvolvimento e aprendizagem. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2006. p. 236-263.

LEITÃO, S.; VIEIRA, A. J. Gênese da oposição na fala da criança. In: SILVA, C. L.; DEL RÉ, A.; CAVALCANTE, M. B. A criança na/com a linguagem: saberes em contraponto. v. 1. Porto Alegre, Instituto de Letras, UFRGS, 2017.

LEYFER, O. T.; FOLSTEIN, S.; BACALMAN, S.; DAVIS, N. O.; DINH, E.; MORGAN, J.; TAGER-FLUSBERG, H.; LAINHART, J. E. Comorbidades Psiquiátricas em Crianças com Autismo: Desenvolvimento de Entrevista e Taxa de Transtornos (Comorbid Psychiatric Disorders in Children with Autism: Interview Development and Rates of Disorders). Disponível em: http://bit.ly/32jbCn8. Acesso em: 10 jun. 2016.

MORGENSTERN, A. Un je en construction: gênese de l’auto-designation chez le juene enfant. Paris: Ophrys, 2006.

SALAZAR-ORVIG, A. Les mouvements du discours: style, référence et dialogue dans des entretiens cliniques. Paris: Harmattan, 1999.

PLATÃO. P. Œuvres complètes. v. 9. Parte 2. Tradução Auguste Diès. Paris: Belles Lettres, 1959.

VIEIRA, A. J. Condutas argumentativas na fala infantil: um olhar sobre a constituição da subjetividade. 2011. Dissertação (Mestrado em Linguística e Língua Portuguesa) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Araraquara, 2011.

VIEIRA, A. J. Argumentação e Explicação na linguagem da criança: diferenças e intersecções em dois estudos de caso. 2015. Tese (Doutorado em Linguística e Língua Portuguesa) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Araraquara, 2015.

VIEIRA, A.; LEITÃO, S. Condutas argumentativa e explicativa: o uso de porquês na linguagem infantil. In: DEL RÉ, A.; DE PAULA, L.; MENDONÇA, M. Explorando o discurso da criança. São Paulo: Contexto, 2014.




DOI: https://doi.org/10.21165/el.v48i2.2360

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)