Metonímia e metáfora em construções lexicais no português do Brasil

Margarida Basilio

Resumo


Este trabalho aborda o papel da metonímia e da metáfora em construções lexicais no português do Brasil. Após breve definição dos conceitos utilizados, são apresentadas análises de construções lexicais derivadas na língua portuguesa e definido o papel da metonímia nessas formações (nomes de agente e paciente; diminutivos). Na parte final do trabalho, faz-se uma análise preliminar do papel da metáfora em formações compostas no português brasileiro.


Palavras-chave


metáfora; metonímia; construções lexicais; derivação; composição; língua portuguesa

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, I. M. Neologismo: criação lexical. 3. ed. São Paulo: Ática, 2007. 93 p.

BARCELONA, A. Clarifying and applying the notions of metaphor and metonymy within cognitive linguistics: an update. In: DIRVEN, R.; PÖRINGS, R. (Org.). Metaphor and metonymy in comparison and contrast. Berlim: Mouton de Gruyter, 2003a. p. 207-277.

BARCELONA, A. (Org.). Metaphor and metonymy at the crossroads. Berlim: Mouton de Gruyter, 2003b. 356 p.

BASILIO, M. Teoria lexical. São Paulo: Ática, 1987. 96 p.

BASILIO, M. O fator semântico na flutuação substantivo/adjetivo em português. In: HEYE, J. (Org.). Flores Verbais. Rio de Janeiro: Editora 34, 1995. p. 177-192.

BASILIO, M. Formação e classes de palavras no Português do Brasil. São Paulo: Contexto, 2004a. 96 p.

BASILIO, M. Fatores funcionais e cognitivos na flutuação N/Adj no Português do Brasil. In: SILVA, A. S.; TORRES, A.; GONÇALVES, M. (Org.). Linguagem, cultura e cognição. Coimbra: Almedina, 2004b. v. II, p. 175-184.

BASILIO, M. Estrutura linguística e conhecimento do mundo nas construções lexicais. In: MIRANDA, N. S.; NAME, M. C. (Org.). Linguística e cognição. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2005. p. 299-308.

BASILIO, M. Metaphor and metonymy in word formation. DELTA: Documentação de Estudos em Linguística Teórica e Aplicada, São Paulo, v. 22, n. especial, p. 67-80, 2006.

BASILIO, M. O papel da metonímia nos processos de formação de palavras: um estudo dos verbos denominais em Português. Revista da ABRALIN, v.6, n. 2, p. 9-21, jul./dez. 2007.

BASILIO, M. The role of metonymy in word formation: Brazilian Portuguese agent noun constructions. In: PANTHER, K.-U.; THORNBURG, L.; BARCELONA, A. (Org.) Metonymy and metaphor in grammar. Amsterdam: John Benjamins, 2009. p. 99-109.

BASILIO, M.O papel da metonímia na morfologia lexical. Revista Virtual de Estudos da Linguagem, v. 9, n. 5, p. 99-117, nov. 2011.

BECHARA, E. Moderna gramática Portuguesa. São Paulo: Cia. Editora Nacional, [s.d.]. 374 p.

BENCZES, R.; BARCELONA, A.; IBÁÑEZ, F. J. (Org.) Defining Metonymy in Cognitive Linguistics. Amsterdam: John Benjamins, 2011. 284 p.

CÂMARA JR., J. M. Dicionário de Linguística e Gramática. 18. ed. Petrópolis: Ed. Vozes, 1997. 262 p.

DIRVEN, R.; PÖRINGS, R. (Org.) Metaphor and metonymy in comparison and contrast. Berlim: Mouton de Gruyter, 2003. 605 p.

FLORES, F. A conversão adjetivo/substantivo em formações deverbais X-do no Português do Brasil. 2013. 92f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) – Departamento de Letras, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.

GIBBS, R. W.; STEEN, G. J. (Org.) Metaphor in Cognitive Linguistics. Amsterdam: John Benjamins, 2001. 225 p.

GONÇALVES, C. A. et al. Delimitando as formas X-eiro no Português do Brasil. In: BASILIO, M. (Org.) A delimitação das unidades lexicais. Rio de Janeiro: Ed. Grypho, 1999. p. 115-139.

HENRIQUES, C. C. Morfologia. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007. 202 p.

LAKOFF, G. The contemporary theory of metaphor. In: ORTONY, A. (Org.) Metaphor and thought. Cambridge: Cambridge University Press, 1993. p. 202-251.

LAKOFF, G.; JOHNSON, M. Metaphors we live by. Chicago: The University of Chicago Press, 1980.

LANGACKER, R. Metonymic grammar. In: PANTHER, K.-U.; THORNBURG, L.; BARCELONA, A. (Org.). Metonymy and metaphor in grammar. Amsterdam: John Benjamins, 2009. p. 45-71.

MATEUS, M. H. M. et al. Gramática da Língua Portuguesa. 5. ed. Lisboa: Editorial Caminho, 2003. 1127 p.

MIRANDA, N. S. Agentivos denominais e deverbais: um estudo da produtividade lexical em português. 1980. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Faculdade de Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1980.

ORTONY, A. (Org.). Metaphor and thought. Cambridge: Cambridge University Press, 1993. 678 p.

PANTHER, K.-U.; THORNBURG, L.; BARCELONA, A. (Org.) Metonymy and metaphor in grammar. Amsterdam: John Benjamins, 2009. 423 p.

RADDEN, G.; KÖVECSES, Z. Towards a Theory of Metonymy. In: PANTHER, K.-U.; RADDEN, G. (Org.) Metonymy in language and thought. Amsterdam: John Benjamins, 1999. p. 17-59.

RIO-TORTO, G. et al. Gramática Derivacional do Português. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2013. 512 p.

ROCHA LIMA, C. H. Gramática normativa da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: José Olypio, 1976. 506 p.

SAID ALI, M. Gramática Secundária da Língua Portuguesa. São Paulo: Edições Melhoramentos, 1965. 248 p.

SANDMANN, A. J. Formação de Palavras no Português Brasileiro Contemporâneo. Curitiba: Icone/Scientia et Labor, 1989. 185 p.

SANTOS, A. V. Compostos sintagmáticos nominais VN, NN, NA, NA e NprepN no Português Arcaico (Sécs. XIII-XVI). 2009. 276 f. Tese (Doutorado em Letras) – Instituto de Letras, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2009.

TURUNEN, V. A reversão da relevância: aspectos semânticos e pragmáticos de formações diminutivas no português do Brasil. 2009. 194f. Tese (Doutorado em Letras. Área de Concentração: Estudos da Linguagem) – Departamento de Letras, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)