“Deixo em tuas mãos o meu povo”: retórica e intertextualidade na campanha de Dilma em 2010

Maria Flávia Figueiredo, Fernando Aparecido Ferreira

Resumo


O objeto de estudo do presente trabalho é o vídeo do jingle utilizado para abrir a campanha da candidata Dilma Rousseff à presidência em 2010 no horário eleitoral gratuito na TV. Por se tratar de um objeto classificado como “audiovisual”, no qual o verbal e o imagético têm uma relação de interdependência no processo de produção de sentido, esse tipo de propaganda política constitui um terreno fértil para o estudo de textos sincréticos. O objetivo da pesquisa reside em fazer revelar, por meio da análise, a estrutura retórica do corpus selecionado, bem como a intertextualidade que o permeia. O arcabouço teórico abarca os estudos da intertextualidade, via Linguística Textual; os estudos Retóricos; bem como os pressupostos da semiologia da imagem aliados à psicologia da percepção.


Palavras-chave


propagandas políticas; textos sincréticos; retórica; intertextualidade

Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Retórica. Prefácio e introdução de Manuel Alexandre Júnior, tradução e notas de Manuel Alexandre Júnior, Paulo Farmhouse Alberto e Abel do Nascimento Pena. 2. ed. revista. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 2005.

BARTHES, R. Verbete “Texte”. Encyclopaedia Universalis, 1974.

BARTHES, R. A retórica da imagem. In: BARTHES, R. O óbvio e o obtuso. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1990. p. 27-41.

BÍBLIA CATÓLICA. Versão eletrônica 1.0, 2005.

CAVALCANTE, M. M. Os sentidos do texto. São Paulo: Contexto, 2013.

DONDIS, D. A. Sintaxe da linguagem visual. Tradução de Jefferson Luiz Camargo. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

FIGUEIREDO, M. F.; VERZOLA, M. G. O ethos feminino no primeiro discurso de Dilma Rousseff como presidente eleita do Brasil. In: CONGRESO INTERNACIONAL DE LA ASOCIACIÓN DE LINGÜISTICA Y FILOLOGÍA DE LA AMÉRICA LATINA (ALFAL), XVI, 2011, Alcalá de Henares. Actas... Alcalá de Henares: Editora da Universidad de Alcalá, 2011. p. 1023-1032.

HOUAISS, A. Dicionário eletrônico da língua portuguesa. Versão 1.0. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

JINGLE de abertura da campanha da candidata Dilma Rousseff. Disponível em: . Acesso em: 1 nov. 2011.

KOCH, I. G. V. O texto e a construção dos sentidos. 9. ed. São Paulo: Contexto, 2007.

KOCH, I. G. V.; BENTES, A. C.; CAVALCANTE, M. M. Intertextualidade: diálogos possíveis. São Paulo: Cortez, 2007.

KRISTEVA, J. Le texte du roman. La Haye: Mouton, 1970.

MEYER, M. A retórica. Tradução de Marly N. Peres. São Paulo: Ática, 2007.

REBOUL, O. Introdução à retórica. Tradução de Ivone Castilho Benedetti. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

VIGNER, G. Intertextualidade, norma e legibilidade. In: GALVES, C.; ORLANDI, E. P.; OTONI, P. (Org.). O texto: escrita e leitura. Campinas: Pontes, 1988. p. 31-37.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)