O enunciatário no gênero reportagem: como se configura o chamado “público médio” da imprensa

Rafael Henrique Palomino

Resumo


Por serem correntes expressões como “público médio” e “homem médio” em estudos sobre cultura de massa, este artigo visa identificar como esse “homem médio” é concebido. A intenção é ver os traços que nossa cultura naturaliza a ponto de serem considerados “normais”. Baseados no Círculo de Bakhtin, ao qual ajustamos considerações da Retórica e outras teorias da argumentação, tentamos ver a imagem do leitor no gênero reportagem. Essa imagem liga-se a como o “homem médio” é imaginado, devido às reportagens analisadas dirigirem-se a ele,
por advirem das revistas mais vendidas do Brasil, Veja e Época. A análise nos mostra que esse “homem médio” não é médio, mas sim é um estereótipo relativamente bem definido de homem de sucesso no mundo capitalista.


Palavras-chave


público médio; cultura de massa; gêneros do discurso; Círculo de Bakhtin; Voloshinov.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)