A construção da imagem discursiva de uma cidade e de um povo na literatura de cordel

Márcia Regina Curado Pereira Mariano

Resumo


Levando em consideração que somos sujeitos sociais, podemos dizer que ao
enunciar construímos não apenas um ethos individual, mas também um ethos coletivo. À luz dos estudos da Argumentação e Retórica, da Semiótica discursiva e da Análise do Discurso francesa, nosso objetivo é observar, no livro Na feira de Itabaiana tem?, de Carlos Mendonça, as estratégias persuasivas utilizadas para construir ou reforçar imagens discursivas da cidade de Itabaiana e do povo itabaianense. Por meio da literatura de cordel, o autor fala não só da feira de
Itabaiana, símbolo cultural e comercial da cidade, mas também da sua gente, trazendo para seus versos personagens e situações que revelam um município ativo economicamente e um povo trabalhador, criativo, galanteador e divertido.


Palavras-chave


Ethos; persuasão; argumentação; valores; hierarquias.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)