O ensino da oralidade: um panorama anterior aos PCN-EF/98

Paula Gaida Winch

Resumo


Este artigo visa a traçar um panorama acerca do ensino da oralidade em aulas de Língua Portuguesa (LP) nas décadas de 80 e 90. Para isso, realizou-se um levantamento dos artigos publicados nos Anais dos Seminários do Gel de 1978 a 1998. Encontraram-se 10 trabalhos sobre ensino de LP, articulados à oralidade, e 12 sobre língua oral, articulados ao ensino. Mediante leitura aprofundada desses trabalhos, constatou-se que se começa a atribuir maior importância à
língua oral em meados da década de 1980, com os estudos conversacionais. A oralidade é pouco trabalhada nas aulas de LP e, conforme os trabalhos analisados, esse trabalho ocorre devido à busca por aprimorar a habilidade de escrever dos alunos. Assim, a oralidade constitui-se em um instrumento facilitador da aprendizagem e do aprimoramento da escrita, a qual é uma preocupação
predominante na maioria dos trabalhos.


Palavras-chave


Língua Portuguesa; ensino; língua oral; Anais do Gel.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)