A construção discursiva da Masculinidade em uma prática de letramento digital

Thayse FIGUEIRA GUIMARÃES

Resumo


As grandes mudanças na contemporaneidade têm despertado o interesse acerca das questões que envolvem discurso, identidade e sociedade. Vivemos em uma época em que teorizar questões linguísticas envolve perpassar o modo como vivemos nossa vida social e como criamos inteligibi lidade sobre ela. Dessa forma, com base na perspectiva de letramento como prática social, este trabalho focaliza a construção do letramento no ciberespaço mais precisamente numa interação on-line com o objetivo de entender como os participantes daquela prática, ao mesmo tempo em que aprendem o que conta como válido ali, (re)constroem suas identidades de gênero e sexualidade. Como base teórica, além de uma visão de letramento como prática social (STREET, 1995; KLEIMAN, 1995), evoco, também, a natureza constitutiva do discurso (CLOULIARAKI; FAIRCLOUGH, 1999), a visão discursiva das identidades sociais (MOITA LOPES, 2003), o papel dos posicionamentos interacionais (DAVIES; HARRÉ, 1990) e a força das pistas de contextualização nos eventos discursivos (GUMPERZ, 1998). Com base nesse aparato, analisarei um pequeno trecho de uma interação que aconteceu no MSN Messenger e por fim tecerei algumas considerações sobre a relação letramento e construção da vida social.

Palavras-chave


Letramento. Prática social. Sexualidade. Gênero. Masculinidade. Ciberespaço. Discurso

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.