OS LIMIARES DE DIFERENCIAÇÃO TONAL DO PORTUGUÊS BRASILEIRO

Marcus Vinicius Moreira Martins, Waldemar Ferreira Netto

Resumo


O objetivo deste trabalho é determinar os limiares de diferenciação tonal (THART, 1981) do Português Brasileiro, no que se refere à entoação. Os limiares seriam pontos a partir dos quais os falantes são capazes de identificar diferenças significativas de variação tonal, levando os a considerar aquele ponto como dotado de alguma informação linguística relevante, como uma ênfase em um vocábulo ou sílaba. Para estabelecer os limiares do Português Brasileiro aplicamos dois experimentos com 13 pares de duas orações falada por uma voz masculina. Os pares consistiam de uma oração neutra pareada a outras doze com F0 manipulados em seis semitons positivos e seis negativos, a partir dos valores originais. No Teste I 16 participantes, sem treinamento musical, respondiam se notavam ou não qualquer diferença entre os pares apresentados. No Teste II, os mesmos 16 participantes podiam responder sim, não ou talvez, o objetivo desta última alternativa era avaliar pontos nebulosos. Para determinar os limiares de diferenciação tonal utilizamos um modelo de análise de componentes principais, a qual retornou como limiares os valores de -3 e +4.

Palavras-chave


Fonética; Fonologia; Percepção; Entoação; Acústica

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21165/gel.v14i2.1762

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.