Letramentos Acadêmicos: a aliança entre linguística e etnografia

Eliane A. Pasquotte-Vieira

Resumo


Este artigo propõe refl exões sobre as contribuições teórico-metodológicas resultantes da aliança entre a perspectiva linguístico-discursiva bakhtiniana e a abordagem etnográfica dos Letramentos Acadêmicos, como forma de investigar a integração dos sujeitos a práticas letradas acadêmicas. No presente trabalho, o viés etnográfi co-linguístico é baseado mais especificamente sobre o que Lillis (2008) conceitua como “história do texto”, ou seja, a consideração simultânea para a análise tanto do texto quanto de dados de outras naturezas que estão ao redor do texto num contexto específi co que o envolve. Essas refl exões serão propostas por meio de um estudo de caso, cujos dados, gerados durante um exame de qualifi cação de dissertação de mestrado, dizem respeito ao diálogo mantido entre os professores da banca e uma mestranda, sobre a seção “Introdução” de seu trabalho.


Palavras-chave


Letramentos Acadêmicos; Gêneros Acadêmicos; História do Texto

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, Mikhail (Voloshinov). Marxismo e filosofia da linguagem. 12. ed. Tradução de M. Lahud e Yara F. Vieira. São Paulo: Hucitec, 2006 [1929-1930].

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. 4. ed. Tradução de Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2003 [1952-1953].

BLOMMAERT, Jan. On scope and depth in linguistic ethnography. Journal of Sociolinguistics, Oxford, UK, v. 11, n. 5, p. 682–688, 2007.

BUZATO, Marcelo. Desafios empírico-metodológicos para a pesquisa em letramentos digitais. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, v. 46, n. 1, p. 45-62, jan./jun 2007.

CREESE, Angela. Linguistic Ethnography. In: KING, K. A.; HORNBERGER, N. H. (Ed.). Encyclopedia of Language and Education, 2nd Edition, Volume 10: Research Methods in Language and Education. New York: Springer Science and Business Media LLC, 2008. p. 229–241.

DAVIES, Charlote Aull. Refl exivity and Ethnographic Research. In: DAVIES, Charlote Aull. Refl exive Ethnography. London: Routledge, 2002 [1999]. chapter 1, part 1, p. 03-25.

GINZBURG, Carlo. Sinais Raízes de um paradigma indiciário. In: GINZBURG, Carlo. Mitos, Emblemas, Sinais. Morfologia e história. Tradução de Federico Carotti. São Paulo: Companhia das Letras, 1989. p. 141-179.

IVANIČ, R. Writing and identity: the discoursal construction of identity in academic writing. Amsterdam: John Benjamins, 1998.

LEA. Mary R.; STREET, Brian V. The ‘Academic Literacies’ Model: theory and applications. Theory into Practice Fall, v. 45, n. 4, p. 368-377, 2006.

LEA. Mary R.; STREET, Brian V. Student Writing and Faculty Feedback. Higher Education: an Academic Literacies Approach, Studies in Higher Education, v, 23, n. 2, p. 157-171, 1998.

LILLIS, Theresa. Ethnography as Method, Methodology, and “Deep Theorizing”: Closing the Gap Between Text and Context in Academic Writing Research. Written Communication, v. 25, n. 3, p. 353-388, July 2008. Disponível em: . Acesso em: 05 jul. 2012.

LILLIS, Theresa; SCOTT, Mary. Defi ning academic literacies research: issues of epistemology, ideology and strategy. Journal of Applied Linguistics, v. 4, n. 1, p. 5-32, 2007.

PASQUOTTE-VIEIRA, Eliane A. Letramentos Acadêmicos: (re)signifi cações e (re)posicionamentos de sujeitos discursivos. 2014. 262f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada. Área de Concentração: Língua Materna) ‒ Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

PASQUOTTE-VIEIRA, Eliane A. O processo discursivo de estilo e autoria em escritas de escolares: o quê, como e de onde “se diz”. In: FIAD, Raquel S.; VIDON, Luciano N. (Org.). Em(n)torno de Bakhtin: questões e análises. São Carlos: Pedro & João Editores, 2013. p. 69-98.

PASQUOTTE-VIEIRA, Eliane A. A constituição de marcas de estilo e autoria para os projetos escritos de aprendizes. 2005. 197f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada. Área de Concentração: Língua Materna) ‒ Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas.

PASQUOTTE-VIEIRA, Eliane A.; FIAD, Raquel S.; Letramentos acadêmicos: entre práticas letradas acadêmicas e não acadêmicas. Linguagem & Ensino, v. 18, p. 125-150, jun/2015, 2015.

RAMPTON, Ben; TUSTING, Karin; MAYBIN, Janet; BARWELL, Richard; CREESE, Angela; LYTRA, Vally. UK Linguistic Ethnography: A Discussion Paper, Unpublished, p. 1-24, 2004. Disponível em: . Acesso em: 01 jul. 2012.

STREET, Brian. Autonomous and ideological models of literacy: approaches from new literacy studies. Media Anthropology Network. 2006. Disponível em: . Acesso em: 02 jun. 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)