O programa Sala de Leitura e seus refl exos nas histórias de leitura de alunos e professores de uma escola estadual paulista

Queila da Silva Gimenez

Resumo


Este artigo apresenta e analisa, por uma perspectiva narrativa (CLANDININ; CONNELLY, 2011), as relações estabelecidas entre a presença de uma Sala de Leitura numa escola estadual paulista e as histórias e práticas de leitura das professoras responsáveis por essa Sala, bem como de três alunos de ensino fundamental e médio. Neste cenário, a leitura é considerada pela perspectiva do letramento (SOARES, 1995, 2006, 2010; KLEIMAN, 1995) e vista como bem cultural (CHARTIER, 1996, 1999, 2001). Tais concepções de leitura são ampliadas pelas reflexões propostas por Petit (2008, 2010) acerca do papel da leitura em comunidades francesas. Apresento, ainda, uma breve descrição da comunidade escolar que conta com a presença dessa Sala de Leitura, propondo uma análise de sua constituição e de seu perfil a partir do tema das identidades discutido por Bauman (2005) e Hall (2011).


Palavras-chave


Sala de Leitura; Leitura; Escola; Identidade

Texto completo:

PDF

Referências


BATISTA, A. A. G. Os professores são “não-leitores”?. In: MARINHO, M.; SILVA, C. S. R. (Org.). Leituras do professor. Campinas: Mercado de Letras, 1998.

BAUMAN, Z. Globalização: as consequências humanas. Rio de Janeiro: Zahar, 1999.

BAUMAN, Z. Identidade: entrevista a Benedetto Vecchi. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

BAUMAN, Z. Sobre educação e juventude: conversas com Ricardo Mazzeo. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

HALL, S. A Identidade Cultural na Pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2011.

CAVALLO, G.; CHARTIER, R. História da leitura no mundo ocidental 1. São Paulo: Ática, 1998.

CHARTIER, R. Práticas da leitura. São Paulo: Estação Liberdade, 1996.

CHARTIER, R. A aventura do livro: do leitor ao navegador. São Paulo: Editora Unesp, 1999.

CHARTIER, R. Cultura escrita, literatura e história: conversas de Roger Chartier com Carlos Aguirre Anaya, Jesús Anaya Rosique, Daniel Gldin e Antonio Saborit. Porto Alegre: Artmed, 2001.

CLANDININ, J. D. J.; CONNELLY, F. M. Pesquisa narrativa: experiência e história na pesquisa qualitativa. Uberlândia: EUDFU, 2011

GADAMER, H. G. Verdade e método II. Petrópolis: Vozes, 2011.

GADAMER, H. G. Verdade e método I. Petrópolis: Vozes, 2013.

GALVÃO, A. M. O. Leitura: algo que se transmite entre as gerações? In: RIBEIRO, V. M. (Org.). Letramentos no Brasil: refl exões a partir do INAF 2001. São Paulo: Global, 2003.

GIOVANNETTI, B. Álbum Histórico do Município de Quatá. Poços de Caldas, MG: Gráfica D. Bosco, 1953.

KLEIMAN, A. B. Modelos de letramento e as práticas de alfabetização na escola. In: KLEIMAN, A. B. (Org.). Os signifi cados do letramento. Campinas: Mercado das Letras, 1995.

LAJOLO, M. Do mundo da leitura para a leitura do mundo. 1. ed. São Paulo: Ática, 1993.

PETIT, M. Os jovens e a leitura: uma nova perspectiva. Tradução de Celina Olga de Souza. 1. ed. São Paulo: 34, 2008.

PETIT, M. A arte de ler: ou como resistir à adversidade. São Paulo: 34, 2010.

PETRUCCI, A. Ler por ler: um futuro para a leitura. In: CAVALLO, G.; CHARTIER, R. (Org.). História da leitura no mundo ocidental 2. São Paulo: Ática, 1999.

ROJO, R. Letramentos múltiplos, escola e inclusão social. 1. ed. São Paulo: Parábola, 2009.

SERRA, E. D. Políticas de promoção de leitura. In: RIBEIRO, M. V. (Org.). Letramentos no Brasil: reflexões a partir do INAF 2001. São Paulo: Global, 2003.

SILVA, E. T. A escola e a formação de leitores. In: FAILLA, Z. (Org.). Retratos da leitura no Brasil 3. São Paulo: Imprensa Ofi cial do Estado de São Paulo, Instituto Pró-Livro, 2012.

SOARES, M. Linguagem e escola: uma perspectiva social. São Paulo: Ática, 1995.

SOARES, M. Letramento: um tema em três gêneros. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

SOARES, M. Alfabetização e letramento. 6. ed. São Paulo: Contexto, 2010.

SVENBRO, J. A Grécia arcaica e clássica: a invenção da leitura silenciosa. In: CAVALLO, G.; CHARTIER, R. (Org.). História da leitura no mundo ocidental 1. São Paulo: Ática, 1999.

VALIM, A. Migrações: da perda da terra à exclusão social. São Paulo: Atual, 2009.

WOODWARD, K. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: SILVA, T. T. (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2013.

ZILBERMAN, R. Ler é dever, livro é prazer? In: FAILLA, Z. (Org.). Retratos da leitura no Brasil 3. São Paulo: Imprensa Ofi cial do Estado de São Paulo, Instituto Pró-Livro, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)