O “verdadeiro” futebol brasileiro: estereótipo e discurso

Ana Carolina Vilela-Ardenghi

Resumo


O artigo que ora apresentamos tem por objetivo analisar uma questão que se poderia dizer relacionada às discussões identitárias: aquilo a que se chama genericamente de “brasilidade”. Esse tema se manifesta nos mais variados campos (música, gastronomia, futebol, literatura, para fi car em poucos) e coloca em cena um “verdadeiro” Brasil. Para este trabalho, recortamos o campo do futebol e procuramos analisar o(s) modo(s) de atualização do que seria considerado como manifestação do “verdadeiro futebol brasileiro”. Trata-se, na verdade, de descrever os discursos que buscam em geral a afi rmação de uma suposta identidade para o futebol brasileiro. O objetivo aqui é mostrar como essa identidade articula-se, a partir de uma gama de características, a um conjunto de traços que são, em tese, “tipicamente” nacionais. As análises indicam uma estreita relação com um certo estereótipo de Brasil.


Palavras-chave


brasilidade; “verdadeiro” futebol brasileiro; identidade nacional; estereótipo

Texto completo:

PDF

Referências


AMOSSY, R.; PIERROT, A. H. Estereotipos y clichés. Buenos Aires: Eudeba, 2005.

CHAUÍ, M. Brasil: mito fundador e sociedade autoritária. São Paulo: Ed. Fundação Perseu Abramo, 2006.

DAMATTA, R. O que faz do brasil, Brasil? Rio de Janeiro: Rocco, 1986.

FILHO, M. O negro no futebol brasileiro. Rio de Janeiro: Mauad; Faperj, 2003 [1947].

HOLANDA, S. B. Visão do paraíso: os motivos edênicos no descobrimento e colonização do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 2010 [1959].

KRIEG-PLANQUE, A. A noção de “fórmula” em análise do discurso: quadro teórico e metodológico. São Paulo: Parábola, 2010.

LEITÃO, D. K. Brasil à moda da casa: imagens da nação na moda brasileira contemporânea. 2007. 370 f. Tese (Doutorado em Antropologia) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.

LIPPMANN, Walter. Opinião pública. Petrópolis: Vozes, 2008 [1922].

MAINGUENEAU, D. A gênese dos discursos. Curitiba: Criar, 2005 [1984].

PASOLINI, P. P. Il calcio ‘è’ um linguaggio con i suoi poeti e prosatori. In: Pasolini, P. P. Saggi sulla letteratura e sull’arte. Milano: Meridiani Mondadori, 1999. p. 2545-2551. v. II.

PÊCHEUX, M. O discurso: estrutura ou acontecimento. Campinas: Pontes, 2002 [1983].

VILELA-ARDENGHI, A. C. “Minha terra tem palmeiras...”: aspectos discursivos da construção de um espaço “tipicamente” brasileiro. 2014. 225 f. Tese (Doutorado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2014.

WISNIK, J. M. Veneno remédio: o futebol e o Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)