A guerra no século XVIII: um estudo lexical em perspectiva discursiva

Mariana Giacomini Botta

Resumo


Partindo do princípio que o léxico funciona e evolui numa constante interação entre língua e discurso, a análise lexical em perspectiva discursiva considera o funcionamento das palavras em situações reais de uso. O estudo semântico-lexical é complementado por uma análise discursiva baseada num modelo dialógico da enunciação, no qual a análise semântica é inseparável da análise discursiva. O sentido é duplamente determinado: no intradiscurso (o discurso em seu desenvolvimento linear e sequencial), e no interdiscurso (o discurso como sendo constitutivamente formado de outros discursos). Trabalha-se com um corpus composto de textos jornalísticos do século XVIII, com mais de 250 mil ocorrências, no qual a unidade lexical guerra aparece 411 vezes, sendo a 12ª mais frequente, o que comprova sua relevância na sociedade daquela época.


Palavras-chave


Lexicologia; análise do discurso; imprensa do século XVIII.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)