Abordagem discursiva de leitura de um vídeo digital

Luciana Cristina Ferreira Dias Di Raimo

Resumo


Neste artigo, apresento uma abordagem didática de leitura de cunho discursivo, com base em um vídeo informativo disponibilizado no sítio eletrônico da revista Veja intitulado “Exploradores urbanos”. A proposta de leitura tem como objetivo apresentar possíveis encaminhamentos para a imagem em movimento, tendo em vista os conceitos: condições de produção, paráfrase, polissemia e a não transparência do dizer. Na prática de leitura implementada, vale destacar que o vídeo nos permitiu problematizar alguns aspectos relevantes ao ensino de leitura, dentre os quais: (i) as condições de produção e circulação de um vídeo cuja autoria está relacionada a uma agência e não à Veja; (ii) o investimento nas paráfrases visuais e no efeito metafórico (PÊCHEUX, 1975).


Palavras-chave


leitura discursiva; vídeos-digitais; paráfrase; polissemia

Texto completo:

PDF

Referências


BAGHIN-SPINELLI, D. C. Uma proposta discursiva de leitura nos cursos de formação de professores de língua inglesa. In: SERRANI, S. (Org.). Fragmentos. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2002. p. 79-100.

BOLOGNINI, C. Z.; PFEIFFER, C.; LAGAZZI, S. Discurso e Ensino: práticas de linguagem na escola. Campinas: Mercado das Letras, 2009.

COURTINE, J. Analyse du discours politique. Languages, 62, Paris, Larousse, 1981.

FERNANDES, C. A resistência da imagem. Uma análise discursiva dos processos de leitura e escrita de textos visuais. 2013. 225 f. Tese (Doutorado em Letras) – Instituto de Letra, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

INDURSKY, F. Estudos da linguagem: a leitura sob diferentes olhares teóricos. In: TFOUNI, L. V. (Org.). Letramento, escrita e leitura: questões contemporâneas. Campinas: Mercado de Letras, 2010. p. 163-178.

PÊCHEUX, M. Semântica e Discurso. Uma Crítica à Afirmação do Óbvio. Tradução de Eni P. de Orlandi et al. Campinas: Editora da UNICAMP, 1988 [1975].

PÊCHEUX, M. O discurso: estrutura ou acontecimento. Tradução de Eni Pulcinelli Orlandi. Campinas: Pontes, 1990.

PÊCHEUX, M.; FUCHS, C. A propósito da Análise Automática do Discurso: atualização e perspectivas. Tradução de Péricles Cunha. In: GADET, F.; HAK, T. (Org.). Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. 3. ed. Campinas: UNICAMP, 1997 [1975]. p. 163-252.

ORLANDI, E. Análise de discurso. In: ORLANDI, E. P.; LAGAZZI-RODRIGUES, S. (Org.). Discurso e textualidade. v. 1. Campinas: Pontes, 2006. p. 13-31.

_______. Análise do discurso. Princípios e procedimentos. Campinas: Pontes, 1999.

_______. Discurso e Leitura. 9. ed. São Paulo/Campinas: Cortez/Editora da UNICAMP, 2006.

LAGAZZI, S. M. Paráfrases da Imagem e Cenas Prototípicas: em torno da memória e do equívoco. In: FLORES, G.; NECKEL, N.; GALLO, S. (Org.). Análise de Discurso em Rede: Cultura e Mídia. v. 1. Campinas: Pontes, 2015. p. 177-189.

LAGAZZI, S. M. A equivocidade na circulação do conhecimento científico. Linguagem em (dis)curso, Tubarão, v. 11, n. 3, p. 497-514, dez. 2011.

LAGAZZI-RODRIGUES, S. M. Texto e Autoria. In: ORLANDI, E. P.; LAGAZZI- RODRIGUES, S. (Org.). Discurso e textualidade. v. 1. Campinas: Pontes, 2006. p. 81-104.

SERRANI, S. Memórias discursivas, línguas e identidades sócio-culturais. Organon, Porto Alegre, v. 17, n. 35, p. 283-298.

_______. Discurso e cultura na aula de línguas: Currículo – Leitura – Escrita. Campinas: Pontes, 2005.




DOI: https://doi.org/10.21165/el.v46i3.1521

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)