Evidências de finalizações plagais no dialeto caipira na região do Médio Tietê

Rosicleide Rodrigues Garcia

Resumo


Para o estudo da prosódia do dialeto caipira, considerou-se o exame da fala a partir da análise de f 0 , particularizando, daí o tom médio (TM) e o tom fi nal (TF). Para isso, foram analisadas 160 frases de 28 informantes, com idades acima de 60 anos e baixa escolaridade do Médio Tietê (Santana de Parnaíba, Pirapora do Bom Jesus, Porto Feliz, Tietê, Capivari, Itu, Piracicaba) e outras 10 gravações do telejornal de São Paulo, tomados como fala neutra (BARBOSA, 2002, p. 36) para controle estatístico. Por meio de aplicativos especializados (SFS e Audacity), e com especial uso do ExProsodia® para geração de valores para o cálculo estatístico, demonstrou--se que o tom médio e o tom fi nal do dialeto caipira possuem diferença significativa (P<0,05) em relação ao controle. E, quando as médias do TM e TF são justapostas, há uma tendência de finalização plagal no dialeto caipira.


Palavras-chave


Dialeto caipira; finalização plagal; prosódia

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, Amadeu. O dialeto caipira. São Paulo: Anhembi, 1955. 195 p.

BARBOSA, Adriana. O. Brasilienses e a ideia do não-sotaque no processo de formação de identidade linguística. 2002. 83 p. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa. Área de concentração: Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, São Paulo.

BASSETTO, Bruno F. Elementos de Filologia Românica. São Paulo: Edusp, 2001. 384 p.

CAGLIARI, Luiz C. Elementos de Fonética do Português Brasileiro. São Paulo: Paulistana, 2007. 184 p.

CANDIDO, Antonio. Os parceiros do Rio Bonito: estudo sobre o caipira paulista e a transformação dos seus meios de vida. 8. ed. São Paulo: Duas Cidades, 1998. 284 p.

CARMO JR, José R. Melodia e prosódia: um modelo para interface música-fala com base no estudo comparado do aparelho fonador e dos instrumentos musicais reais e virtuais. 2007. 192 f. Tese (Doutorado em Linguística. Área de concentração: Semiótica e Linguística em geral) – Faculdade de Filosofi a, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

CATEN, Carla S.; RIBEIRO, José Luís D. Controle estatístico de processo: cartas de controle para variáveis, cartas de controle para atributos, função de perda quadrática, análise de sistemas de medição. Rio Grande do Sul: FEENG, 2012. 172 p.

COHEN, Antonie; T’HART, Johan. On the anatomy of intonation. Língua, v. 19, n. 2, p. 177- 192, 1967.

FALÉ, Isabel; FARIA, Isabel H. Percepção Categorial de contrastes entoacionais em Português Europeu. Actas do XXI Congresso da Associação Portuguesa de Linguística, Porto, p. 341-348, 2006.

FERREIRA NETTO, Waldemar. Variação de frequência e constituição da prosódia da língua portuguesa. 2006. Tese (Livre-Docência em Língua Portuguesa) – Faculdade de Filosofi a, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

FERREIRA NETTO, Waldemar. Decomposição da entoação frasal em componentes estruturadoras e em componentes semântico-funcionais. In: IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE FONÉTICA E FONOLOGIA, 2008, Niterói. Caderno de Resumos. Niterói: UFF, 2008a. v. 1. p. 26-27.

FERREIRA NETTO, Waldemar. Tradição oral e produção de narrativas. 1. ed. São Paulo: Paulistana, 2008b. 103 p.

FERREIRA NETTO, Waldemar. ExProsodia. Revista da Propriedade Industrial – RPI, n. 2038, p. 167, item 120, 26 out. 2010. Disponível em http://revistas.inpi.gov.br /pdf/PATENTES2038.pdf>. Acesso em: 20 jul. 2013.

FERREIRA NETTO, Waldemar; BAZ, Dami G. M. Variação tonal na finalização de frases de PB. Academia.edu. 2011. Disponível em: . Acesso em: 7 jan. 2014.

FERREIRA NETTO, Waldemar; CONSONI, Fernanda. Estratégias prosódicas da leitura em voz alta e da fala espontânea. Alfa: Revista de Linguística, São José do Rio Preto, (online), v. 52, p. 521-534, 2008.

FERREIRA NETTO, Waldemar et al. Decomposição da entoação frasal em componentes estruturais e semântico-funcionais: um teste com análise da variação de gênero. In: OSUCHIL - The Ohio State University congress on hispanic and lusophone linguistics, n. 12, Ohio, 2009a. Disponível em < http://ojs.gc.cuny.edu/index.php/lljournal/article/view/652/895>. Acesso em 8 jan. 2014.

FERREIRA NETTO, Waldemar et al. Finalizações de frase em leituras e frases espontâneas em PB. In: SEMINÁRIO DO GEL, 57, 2009 , Ribeirão Preto: Unaerp. Anais eletrônicos. Jul. 2009b. Disponível em: . Acesso em: 8 jan. 2014.

FERREIRA NETTO, Waldemar et al. A infl uência da cadeia segmental na percepção de variações tonais. LL Journal, Nova York, v. 6, n. 1, 2011. Disponível em . Acesso em: 8 jan. 2014. FOLMER-JOHNSON, Tore N. O. Oscilações, ondas, acústica. São Paulo: Nobel, 1968. 97 p.

GARBER, Rogério. Análise de séries temporais. In: PERES NETO, P. R.; VALENTIN, J. L.; FERNANDEZ, F. A. S. Oecologia Brasiliensis: tópicos em tratamento de dados biológicos. Rio de Janeiro: UERJ, 1995. v. 2, p. 91-118.

GARCIA, Rosicleide R. Os metaplasmos de Amaral: demonstração de variações caipira ou brasileira? In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE LINGUÍSTICA HISTÓRICA, 2., 2012, SÃO PAULO. Anais... SÃO PAULO: USP, 2012..

HOLANDA, Sérgio B. Monções. v. 8. São Paulo: Alfa-Ômega, 1976. 718 p.

HUCKVALE, Mark A. Speech Filing System v.4.7/Windows SFSWin Version 1.7, em 17 fev. 2008. Disponível para download em: . Acesso em: 20 jul. 2013.

LABOV, William. Principles of linguistic change: social factors. In the series, Language in Society 29. V.2. Malden, MA: Blackwell Publishers, Inc. 2001. 572 p.

LIMA, Marisa R. R. Harmonia: uma abordagem prática. Parte 1. São Paulo: Embraform, 2010. 196 p.

MAEDA, Shinji. A characterization of American English intonation. 1976. 334 f. Tese (Doutorado em Engenharia elétrica e ciência da computação) – Massachussets Institute of Technology, Boston.

MEDEIROS, Beatriz R. Em busca do som perdido: o que há entre a linguística e a música. In: ILARI, B. S. (Org.). Em busca da mente musical: ensaios sobre os processos cognitivos em música – da percepção à produção. Curitiba: UFPR, 2006. p. 189-227.

MORAES, João A. Intonational Phonology of Brazilian Portuguese, ms. In: Workshop on Intonational Phonology: understudied or fi eldwork languages, ICPhS 2007. Satellite Meeting, Saarbrucken, 5 ago. 2007.

NEPOMUCENO, Lauro. X. Acústica técnica. São Paulo: Etegil, 1968. 144 p.

PIERREHUMBERT, Janet B.; BECKMAN, Mary E. Japanese tone structure. Cambridge: The MIT Press, 1980. 280 p.

PIERREHUMBERT, Janet. The phonology and phonetics of English intonation. 1980. 401 f. Tese (Doutorado em Linguística) – Massachussets Institute of Technology, Boston.

RÉVAH, Israel S. L’évolution de la prononciation au Portugal et au Brésil du XIVe siècle à nos jours. In: Anais do Primeiro Congresso Brasileiro de Língua Falada no Teatro. Salvador, 1956.

RIBEIRO, Ana P. G. Jornal Nacional: a notícia faz história/Memória Globo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004. 408 p.

RIBEIRO, João. História do Brasil. Rio de Janeiro: Livraria Cruz Coutinho, 1901. 394 p.

STEELE, Jonh. Prosodia Rationais: or a essay towards establishing the melody and measure of speech. London: J. Nichols, 1779. 268 p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)