Lembranças afetivas das primeiras experiências discentes

Elisabeth Ramos da Silva, Maria José Milharezi Abud

Resumo


Apresentamos uma pesquisa realizada com 23 sujeitos de um curso de pós-graduação em uma universidade paulista. O objetivo foi investigar como eles apreciam suas primeiras vivências discentes. Partimos da concepção centrada na intrínseca relação entre cognição e afetividade no funcionamento psíquico humano, considerando que a linguagem é um fator constitutivo nas relações do sujeito com o mundo. Para alcançarmos nosso objetivo, perguntamos aos sujeitos: Você gostava de sua professora quando era criança? Por quê? Analisamos as respostas segundo os dispositivos da análise de conteúdo bardiniana. Constatamos que o filtro infantil que deu sentido às experiências (perezhivanie) foi evidenciado pela palavra “atenção”, comportando aí o significado e o sentido vygotskyano da palavra. Os que tiveram experiências negativas justificaram-nas com a palavra “medo”.


Palavras-chave


formação de professores; cognição e afetividade; perezhivanie.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)