A estrutura de evento de formações derivadas com -e(ar) e -ej(ar)

Solange Mendes Oliveira

Resumo


Apresentam-se aqui propostas para a decomposição sintática da estrutura de evento de formações derivadas com -e(ar) e -ej(ar) e descrevem-se as eventualidades que essas formações denotam com o objetivo de demonstrar que na realização das formações derivadas há critérios de cunho morfossintático impostos pelas raízes aos afixos, assim como há critérios de cunho semântico-aspectual impostos pelos afixos às raízes. Procura-se demonstrar que o significado das formações derivadas é construído composicionalmente na sintaxe, por meio da interação entre os traços semântico-aspectuais dos afixos e as propriedades semânticas das raízes. A análise das formações derivadas evidencia que a adjunção dos afixos às raízes só é possível se houver compatibilidade entre as propriedades das raízes e dos afixos.


Palavras-chave


sufixos -e(ar) e -ej(ar); restrições morfossintáticas; restrições semântico-aspectuais; Morfologia Distribuída.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)