A construção da escrita acadêmica colaborativa estudantil em conversas digitalizadas

Autores

Palavras-chave:

escrita colaborativa, tecnologia digital, letramento acadêmico, Moodle, WhatsApp.

Resumo

Este trabalho apresenta os resultados de uma pesquisa-ação, de abordagem qualiquantitativa, que analisou a construção do texto colaborativo por aprendizes de escrita acadêmica em interações via ferramenta fórum da plataforma Moodle e do aplicativo WhatsApp. Foram investigadas conversas digitalizadas de estudantes de Letras de uma universidade pública paranaense, visando a produção colaborativa de resumos e resenhas. Numa concepção dialógica de linguagem, os aportes teóricos contemplam estudos sobre uso de tecnologias digitais na educação, escrita colaborativa e letramentos acadêmicos. Os resultados apontam para uma herança do letramento autônomo vivenciado pelos sujeitos na educação básica, demandando, por parte do professor universitário, mais atenção para com aspectos de mediação e planejamento com apoio de tecnologia digital, envolvidos seja no processo de produção escrita colaborativa, em geral, ou acadêmica, em particular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliana Maria Severino Donaio Ruiz, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina, Paraná, Brasil

Departamento de Letras Vernáculas e Clássicas

Referências

BAKHTIN, Mikhail Mikhailovich. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003 [1952-1953, 1974].

BARDIN, Larence. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1979.

BARROS, Lyedja S. F.; MELO, Manoel Alves Tavares de. O WhatsApp como ferramenta motivadora no ensino da produção escrita. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA, 4, 2018, [S.l.]. Anais... São Carlos. Disponível em: https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2018/article/view/727/266. Acesso em: 30 set.2020.

BARTON, D. Literacy: an introduction to the ecology of written language. Oxford: Blackwell, 1994.

BRASSAC, C. Rédaction coopérative: un phénomène de cognition située et distribuée. In: GAULMYN, M-M de.; BOUCHARD, R.; RABATEL, A. (ed.). Le processus rédactionnel: écrire à plusieurs voix. Paris: L’Harmattan, 2001. p. 49-66.

CASTELLS, Manuel; CARDOSO, Gus (Orgs.). A Sociedade em Rede: do conhecimento à ação política; Conferência. Belém (Por): Imprensa Nacional, 2005.

FELIPETO, Sonia Cristina Simões. Escrita colaborativa e individual em sala de aula: uma análise de textos escritos dor alunos do ensino fundamental. Alfa, São Paulo, v.63, n.1, p.133-152. 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-57942019000100133. Acesso em: 30 set. 2020.

FIAD, Raquel S.; MAYRINK-SABINSON, Maria La T. A escrita como trabalho. In: MARTINS, M. H. (Ed.). Questões de linguagem. São Paulo: Contexto, 2001. p. 54-63

linguagem. São Paulo: Contexto, 2001. p. 54-63.

linguagem. São Paulo: Contexto, 2001. p. 54-63

FLOWER, Linda; HAYES, John R. A Cognitive Process Theory of Writing. College Composition and Communication English, 41, Illinois, p. 365-387. 1981. Disponível em: https://www.semanticscholar.org/paper/A-Cognitive-Process-Theory-of-Writing.-Flower-Hayes/c8ff58b5db4cf03fcf2c94b2b825e93ab43bcbcd . Acesso em 15 jul. 2020.

GAULMYN, M-M.; BOUCHARD, R.; RABATEL, A. Le processus rédactionnel: écrire à plusieurs voix. Paris: L’Harmattan, 2001.

GEE, J. P. Social linguistics and literacies: ideology in discourse. London: The Farmer Press, 1996.

HORTON, M.; ROGERS, P.; AUSTIN, L.; MCCORMICK, M. 1991. Exploring the impact of face-to-face collaborative technology on group writing. Journal of Management Information Systems, v. 8, n. 3, p. 27-48. 2004. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/40398006?seq=. Acesso em: 21 mai. 2020.

KOCH, Ingedore G. Villaça; ELIAS, Vanda Maria. Ler e escrever: estratégias de produção textual. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2015.

LEA, M. R.; STREET, B. V. Student writing in higher education: an academic literacies approach. In: LEA, M. R.; STREET, B. V. Studies in Higher Education, Abingdon, Oxon, UK, v. 23, n. 2, p. 157-172, 1998.

LEA, M. R.; STREET, B. V. O modelo de “letramentos acadêmicos”: teoria e aplicações. Tradução de Fabiana Komesu e Adriana Fischer. Filologia e Linguística Portuguesa, São Paulo, v. 16, n. 2, p. 477-493, 2014. Título original: The “academic literacies”: model: theory and applications. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/flp/article/view/79407. Acesso em: 13 out. 2020.

LÉVY, Pierre. A nova relação com o saber. In: LÉVY, Pierre. Cibercultura. Tradução: Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora 34, p. 159-170, 1999.

LILLIS, T.; SCOTT, M. Deining academic literacies research: issues of epistemology, ideology and strategy. Journal of Applied Linguistics, v. 4 n. 1, 2007, p.5-32. Disponível em: http://www.equinoxpub.com/JAL/article/viewArticle/4563. Acesso em: 21 mai. 2020.

LOWRY, P.; CURTIS, A.; LOWRY, M. Building a taxonomy and nomenclature of collaborative writing to improve interdisciplinary research and practice. Journal of Business Communication, Blacksburg, n. 41, v.1, p. 66-99, 2004. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/e11a/466f77c4371d57fa6c8e992c8f5798a95ee1.pdf. Acesso em: 21 mai. 2020.

MATEUS FILIPE, A.J.; ORVALHO, J.G. Blended-Learning e Aprendizagem Colaborativa no Ensino Superior. Anais do VII Congresso Iberoamericano de Informática Educativa, 2004. Disponível em: http://www.niee.ufrgs.br/eventos/RIBIE/2004/comunicacao/com216-225.pdf. Acesso em: 01 jun. 2020.

NOGUEIRA, VI. Por que o nome “hambúrguer vegano” deve ser proibido por lei. Folha de S. Paulo online, de 24/04/18. Disponível em: https://cozinhabruta.blogfolha.uol.com.br/2018/04/24/por-que-o-hamburguer-vegano-deve-ser-proibido-por-lei/?loggedpaywall. Acesso em: 27 set. 2020.

PEREIRA, Aline Uchoa. O fórum de discussão no ensino da língua portuguesa: explorando a escrita argumentativa em artigo de opinião. 2015. Dissertação (Mestrado em Letras) – Profletras, Pau dos Ferros, Rio Grande do Norte, 2015. Disponível em: http://www.uern.br/controledepaginas/defesas2015/arquivos/3539aline_uchoa_pereira.pdf. Acesso em: 30 jul. 2016.

PEREIRA, Eunice Braga. Do letramento digital ao acadêmico: dinâmica interacional e práticas de escrita no Facebook. Revista Linha D’Água, São Paulo, v. 28, n. 1, p. 67-86, jun. 2015. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/linhadagua/article/view/96988. Acesso em: 30 mai. 2010.

PINHEIRO, Petrilson Alan. A escrita colaborativa por meio do uso de ferramentas digitais: ressignificando a produção textual no contexto escolar. Calidoscópio, Porto Alegre. v. 9, n. 3, p. 226-239. 2011.

PRENSKY, Marc. Digital Native, digital immmigrants. On the Horizon, MCB University Press, V. 9, N.5, October, 2001. Disponível em: . Acesso em: 30 set. 2020.

SENEFONTE, Fábio Henrique Rosa; TALAVERA, Marjorie Ninoska Gómez. O WhatsApp como ferramenta no ensino-aprendizagem de língua inglesa. Entretextos, Londrina, v. 18, n. 1 sup, p. 241 - 264 Dossiê Temático/ 2018. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/entretextos/article/view/33971. Acesso em: 30 set. 2020.

SOBRAL, Adail; GIACOMELLI, Karina. Observações didáticas sobre a análise dialógica do discurso – ADD. Domínios de Lingu@gem, v. 10, n. 3, p. 1076-1094, 2016.

STREET, B. V. Literacy in theory and practice. Cambridge: Cambridge University Press, 1984.

STREET, B. V. Social Literacies: Critical Approaches to Literacy in Development, Ethnography and Education. Harow: Pearson, 1995.

STREET, B. V. What’s “New” in New Literacy Studies? Critical approaches to literacy in theory and practice. Current Issues in Comparative Education. Teachers College, Columbia, University, 2003.

TORRES, Tércia Zavaglia; AMARAL, Sérgio Ferreira do. Aprendizagem Colaborativa e Web 2.0: proposta de modelo de organização de conteúdos interativos. ETD – Educação Temática Digital, Campinas, v.12, n. esp., abr. 2011, p.49-72.

WELCHMAN, Hugh; KOBIELA, Dorota. Com Amor, Van Gogh: o sonho impossível. Reino Unido; Polônia. Animação, cor, 95 min., 2017.

WIGGLESWORTH, G.; STORCH, N. Pair versus individual writing: effects on fluency, complexity and accuracy. Language Testing, [S.l.], v.26, n.3, p. 445–466, 2009.

Downloads

Publicado

27-12-2021

Como Citar

Ruiz, E. M. S. D. (2021). A construção da escrita acadêmica colaborativa estudantil em conversas digitalizadas. Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978), 50(3). Recuperado de https://revistas.gel.org.br/estudos-linguisticos/article/view/3040

Edição

Seção

Artigos