Interpretando perfis resultantes de estudos quantitativos: polêmicas e respostas

Elaine Chaves

Resumo


Os estudos desenvolvidos na década de 1980 e 1990 foram alvo de críticas por fazerem predições sobre a fala a partir da escrita (OLIVEIRA, 2005); por extraírem conclusões sobre mudança a partir da comparação entre escrita e fala (CASTRO, 1996); e por não darem tratamento equânime ao Português Brasileiro e ao Português Europeu (CASTRO, 1996). Levando em conta essas críticas, constituiu-se um conjunto de critérios que nortearam a seleção de dados e contribuíram para a interpretação de um fenômeno que vem sendo identifi cado como típico do PB: o uso das preposições [a] e [para] em complementos verbais cliticizáveis. Os resultados obtidos mostram que, embora as críticas sejam pertinentes, os trabalhos da década de 1980 e 1990 constituem base importante para a interpretação de fenômenos linguísticos característicos do Português Brasileiro.


Palavras-chave


mudança linguística; preposições; sociolinguística

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, Salvador Henrique de. Compendio de Grammatica Portuguesa. 12. ed. Rio de Janeiro: A. A. Lopes do Couto, 1874. 156 p.

ALMEIDA, Carla Maria Carvalho de. Ricos e pobres em Minas Gerais. Produção e hierarquização social no mundo colonial, 1750-1822. Belo Horizonte: Argumentum, 2010. 263p.

AMBAR, Manuela. Gouvernement et inversion dans les interrogatives qu- em Portugais. Recherches Linguistics, Paris, n. 16, p. 5-51, 1987.

BERLINCK, Rosane de Andrade. A ordem VS N no português do Brasil: sincronia e diacronia. Campinas: Unicamp, 1988.

BERLINCK, Rosane de Andrade. A construção V SN no português do Brasil – um estudo diacrônico sobre o fenômeno da ordem. In: Fernando L. Tarallo (Org.). Fotografias Sociolinguísticas. Campinas: Pontes, 1989. p. 95-112.

BISMUT, Roger. Arte de Furtar. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1991.

CARNEIRO, Zenaide de Oliveira Novaes. Cartas Brasileiras (1809-1904): um estudo linguístico-fi lológico. Campinas: Unicamp/IEL, 2005.

CASTRO, Ivo. Para uma história do Português Clássico. Actas do Congresso Internacional sobre o Português. Lisboa: Associação Portuguesa de Linguística, 1996. p. 135-150. v. II. Disponível em: . Acesso em: 18 set. 2011.

CHAVES, Elaine. O surgimento do Português Brasileiro: mudanças linguísticas e mudanças tecnológicas no Brasil, séculos 18 e 19. 2013. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos) – Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos, Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2013.

COELHO, Sueli Maria; PAULA, Thaís Franco de. Colocação pronominal nas Minas setecentistas. Revista Alpha, n. 12, p. 112-127, nov. 2011.

DUARTE, Maria Eugênia Lamoglia. Clítico acusativo, pronome lexical e categoria vazia no português do Brasil. São Paulo: PUC, 1986.

DUARTE, Maria Eugênia Lamoglia. A perda da ordem V(erbo) S(ujeito) em interrogativas qu- no português do Brasil. DELTA, v. 8, n. especial, p. 37-52, p. 1992.

DUARTE, Maria Eugênia Lamoglia. Sujeitos de referência defi nida e arbitrária: aspectos inovadores e conservadores na escrita padrão. Linguística, Rio de Janeiro, v. 3, n.1, p. 89-115, jun. 2007. Disponível em: . Acesso em: 26 out. 2010.

DUARTE, Maria Eugênia Lamoglia. O sujeito em peças de teatro (1833-1992): estudos diacrônicos. Rio de Janeiro: Parábola/ FAPERG, 2012.

GALVES, Charlotte Marie Chambelland. V-moviment, levels of representation and the structure of “S”. In: CHAO, W.; Horrocks, G. (Org.). Levels of representation. Dordrecht: Foris, 1990.

GALVES, Charlotte Marie Chambelland. Clitic-placement in European Portuguese: evidence for a non-homogeneous theory of enclisis. In: ANAIS WORKSHOP SOBRE O PORTUGUÊS, 1992, Lisboa: Depto.de Linguística da Faculdade de Letras de Lisboa, 1992. p. 61-80.

GALVES, Charlotte Marie Chambelland. Periodização e competição de gramáticas: o caso do português médio. In: LOBO, Tânia; CARNEIRO, Zenaide; RIBEIRO, Silvana; SOLEDADE; Juliana; ALMEIDA, Ariadne (Org.). ROSAE: linguística histórica, história das línguas e outras histórias. Salvador: EDUFBA, 2010, p. 74-88. v. 1. Disponível em: . Acesso em: 5 set. 2011.

SANKOFF, D.; TAGLIAMONTE, S.; SMITH, E. GoldVarb X – a multivariate analysis application. 2001. Toronto: Department of Linguistics; Ottawa: Department of Mathematics. Disponível em: http://individual.utoronto.ca/tagliamonte/ Goldvarb/GV_index.htm#ref. Acesso em: 20 out. 2011.

KATO, Mary; DUARTE, Maria Eugenia Lamoglia; CYRINO, Sonia; BERLINCK, Rosane. Português brasileiro no fi m do século XIX e na virada do milênio. In: CARDOSO, Suzana; MOTA, Jacyra; MATTO E SILVA, Rosa Virgínia (Org.). Quinhentos anos de história linguística no Brasil. Salvador: Empresa Gráfi ca da Bahia/Funcultura/Governo da Bahia, 2006. p. 413-438. ISBN: 85-232-0260-9.

LABOV, Willian. Principles of linguistic change. Volume I: Internal factors (Language in Society 20). Oxford: Blackwell, 1994.

LABOV, Willian. Building on Empirical Foundations. In: LEHMANNN, Winfred; MALKIEL, Yakov (Ed.). Perspective an Historical Linguistic. Amsterdam: John Benjamins, 1982. p. 79-82.

LOBATO, Antonio Jose dos Reis. Arte da Gramática da Língua Portugueza composta e offerecida ao Illmo e exmo Senhor Sebastião José de carvalho e Mello Conde de Oeiras. Lisboa: Na Real Offi cina Typografi ca, 1770.

LOBO, Tânia. A História social linguística no Brasil no âmbito do “Projeto Para História do Português Brasileiro”. In: Para a História do Português Brasileiro. João Pessoa: Ideia/Editora Universitária, 2010. p. 329-376. v. VIII.

OLIVEIRA, Bento José de. Nova Grammatica Portuguesa. 13. ed. Coimbra: Livraria de J.Augusto Orgel, 1880. 152 p.

OLIVEIRA, Marcos Antônio. Nem tudo que reluz é ouro: língua escrita e mudança linguística. Revista Scripta, Belo Horizonte, v. 8., n. 16, p. 165-175, 2005. Disponível em: . Acesso em: 26 out. 2010.

OLIVEIRA, Marilza de. Complementos verbais introduzidos pela preposição ‘a’. In: RAMOS,Jânia M.; ALKMIM, Mônica G. R. (Org.). Para História do Português Brasileiro. v. 5: Estudos sobre mudança linguística e história social. Belo Horizonte: FALE/UFMG, 2007. p. 197-234.

PAGOTTO, Emilio G. A posição dos clíticos em português: um estudo diacrônico. Campinas: Unicamp, 1992.

PAGOTTO, E. Clíticos, mudança e seleção natural. In: ROBERTS, Ian; KATO, Mary. Português Brasileiro: uma viagem diacrônica. 2. ed. Campinas: Editora da Unicamp, 1993. p. 185-206. (Coleção Repertórios).

PESSOA, Marlos de B. Da carta a outros gêneros textuais. In: DUARTE, Maria Eugênia Lamoglia; CALLOU, Dinah (Org.). Para a História do Português Brasileiro. v. 4. Notícias de corpora e outros estudos. Rio de Janeiro: UFRJ/Faperj, 2002. p. 197-205.

RAMOS, Jânia /Martins. O emprego de preposições no português do Brasil. In: TARALLO, Fernando. Fotografi as sociolinguísticas. Campinas: Pontes Editores, 1989. p. 83-93.

RAMOS, Jânia /Martins. Teoria do Caso e mudança linguística: uma abordagem gerativo-variacionista. Campinas: Unicamp, 1992.

RIBEIRO, Ilza. A mudança sintática do português brasileiro é uma mudança em relação a que gramática? In: CASTILHO, Ataliba (Org.). Para História do Português Brasileiro. v. 1: Primeiras Ideias. São Paulo: Humanitas, 1998. p. 101-120.

SILVA, Vera Lúcia P. Cartas Cariocas: a variação do sujeito na escrita informal. Rio de Janeiro: UFRJ, 1988.

TARALLO, Fernando. Relativization Strategies in Brazilian Portuguese. Ph. D. dissertation. University of Pennsylvania, 1983.

TARALLO, Fernando. The fi lling of gap: pro-drop rules in Brazilian Portuguese. Amsterdam; Philadelphia: John Benjamin’s Publishing Co., 1985. p. 354-375.

TARALLO, Fernando. Tempos Linguísticos: itinerário histórico da língua portuguesa. São Paulo: Ática, 1990. 208 p.

TARALLO, Fernando. Diagnosticando uma gramática brasileira: o português d’aquém e d’além mar ao final do século XIX. In: ROBERTS, Ian; KATO, Mary. Português Brasileiro: uma viagem diacrônica. 2. ed. Campinas: Editora da Unicamp, 1993. p. 69-102. (Coleção Repertórios).

TARALLO, Fernando (Org.). Fotografi as Sociolinguísticas. Campinas: Pontes; Editora da Universidade Estadual de Campinas, 1989. 332 p. (Coleção linguagem-crítica).

TRINDADE, Cônego Raimundo. Velhos Troncos Ouropretanos. Sã o Paulo: Emprê sa Gráfica da

“Revista dos Tribunais”, 1951.

TRINDADE, Cônego Raimundo. Velhos Troncos Mineiros. Sã o Paulo: Emprê sa Gráfica da “Revista dos Tribunais”, 1955.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)