Prática pedagógica de multiletramentos em contexto de escola pública

Bruno Ciavolella

Resumo


Este artigo tem por objetivo discutir uma prática pedagógica com os multiletramentos realizada com alunos do oitavo ano em contexto de escola pública paranaense, decorrente de pesquisa-ação, de natureza qualitativa, desenvolvida no ano de 2013. Subsidia-se na concepção dialógica de linguagem do Círculo de Bakhtin, na abordagem sociocultural de letramento (STREET, 2003, 2014), e na teoria dos Multiletramentos (NEW LONDON GROUP, 1996; ROJO, 2012, 2013). Como resultados, a prática pedagógica apresenta uma proposta que priorizou a reflexão sobre os usos e significados que os estudantes atribuem às redes sociais, bem como atividades de leitura a respeito de uma fanpage cujas perguntas focalizaram a construção de sentidos por meio da análise das condições de produção do enunciado, favorecendo a construção de atitudes responsivas.

Palavras-chave


prática pedagógica;multiletramentos; escola pública

Texto completo:

PDF

Referências


ACOSTA-PEREIRA, R. O gênero carta de conselhos em revistas online: na fronteira entre o entretenimento e a autoajuda. 2012. Tese (Doutorado em Linguística) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.

CIAVOLELLA, B. Multiletramentos e contexto de escola pública: linguagem e sentidos nas e sobre as redes sociais. 2015. Dissertação (Mestrado em Letras) – Programa de Pós-graduação em Letras, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2015.

BAKHTIN, M. Problemas da poética de Dostoiévski. Tradução Paulo Bezerra. 3. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2002.

BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. In: BAKHTIN, M. Estética da criação verbal.

ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003. p. 262-306.

BAKHTIN, M.; VOLISHINOV, V. Marxismo e filosofia da linguagem. 12. ed. São Paulo: Hucitec, 2006.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, DF: MEC, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/download-da-bncc. Acesso em: 20 jan. 2018.

COPE, B.; KALANTZIS, M. Multiliteracies: New Literacies, New Learning. Pedagogies: An International Journal, v. 4, n. 3, p. 164-195, 2009. Disponível em http://newlearningonline.com/_uploads/pedagogiesm-litsarticle.pdf. Acesso em: 20 jan. 2018.

GEE, J. P. A Situated sociocultural approach to literacy and technology. (2009). Disponível em: http://www.jamespaulgee.com/sites/default/files/pub/Approach%20to%20Literacy%20Paper.pdf. Acesso em: 18 out. 2013.

GERALDI, J. W. Ler e escrever: uma mera exigência escolar? Revista do SELL, v. 1, n. 1, p. 1-12, 2008. Disponível em: http://www.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/sell/article/view/20/27. Acesso em: 07 jul. 2015.

NEW LONDON GROUP. A Pedagogy of Multiliteracies: Designing Social Futures’, Harvard Educational Review, v. 66, n. 1, p. 60-92, Spring 1996. Disponível em: http://newlearningonline.com/_uploads/multiliteracies_her_vol_66_1996.pdf. Acesso em: 20 jan. 2018.

KALANTZIS, M.; COPE, B. Language Education and Multiliteracies. In: MAY, S.; HORNBERGER, N. H. (org.). Encyclopedia of Language and Education. Language Policy and Political Issues in Education, Springer Sciences Business Media LLC., v. 1, p. 195-2011, 2008. Disponível em: http://newlearningonline.com/_uploads/springerhandbook.pdf. Acesso em: 20 jan. 2018.

RECUERO, R.; SOARES, P. Violência simbólica e redes sociais no Facebook: o caso da fanpage “Diva Depressão”. Galaxia (São Paulo, Online), n. 26, p. 239-254, dez. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/gal/v13n26/v13n26a19.pdf. Acesso em: 03 mar. 2015.

ROJO, R. Pedagogia dos multiletramentos: diversidade cultural e de linguagens na escola. In: ROJO, R.; MOURA, E. (org.). Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola, 2012.

ROJO, R. Gêneros Discursivos do Círculo de Bakhtin e multiletramentos. In: ROJO, R. (org.). Escola Conectada: os multiletramentos e as TICs. São Paulo: Parábola, 2013. p. 13-36.

STREET, B. What’s “new” in New Literacy Studies? Critical approaches to literacy in theory and practice. Current Issues in Comparative Education, New York, v. 5, n. 2, p. 77-91, 2003. Disponível em: www.tc.edu/cice/Issues/05.02/05_02.htm. Acesso em: 10 out. 2012.

STREET, B. Perspectivas interculturais sobre o letramento. Filologia e Linguística Portuguesa, São Paulo, v. 8, p. 465-488, 2007. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/flp/article/view/59767. Acesso em: 23 jun. 2013.

STREET, B. Letramentos sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. Tradução Marcos Bagno. São Paulo: Parábola, 2014.




DOI: https://doi.org/10.21165/el.v48i1.2197

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)