As orações introduzidas por “incluso si” no espanhol sob a abordagem discursivo-funcional

Talita Storti Garcia, Bárbara Ribeiro Fante

Resumo


Este trabalho investiga as orações introduzidas por incluso si no espanhol peninsular escrito, concebidas como híbridas na literatura porque, de acordo com diferentes compêndios, mesclam características tanto das condicionais quanto das concessivas. O objetivo da presente pesquisa é investigar as propriedades funcionais dessas estruturas sob o aparato teórico da Gramática Discursivo-Funcional a fim de determinar o nível e a camada de atuação dessas relações sob a hipótese de que incluso constitui uma partícula que assinala ênfase. O córpus utilizado é o CREA - Corpus de Referencia del Español Actual, banco de dados disponível on-line que conta com textos de diferentes gêneros, tanto da modalidade falada quanto da modalidade escrita. Os dados mostram que as orações prefaciadas por incluso si tendem a se estabelecer nas camadas mais altas do Nível Interpessoal e Representacional, quando desempenham função semântica condição, função retórica concessão ou ainda função interacional adendo. Esse resultado sugere-nos um novo olhar para o fenômeno em análise, apresentado pela literatura como gradiente, mas concebido neste estudo de forma discreta, em termos de funções.

Palavras-chave


incluso si; concessivo-condicionais; funcionalismo; Gramática Discursivo-Funcional.

Texto completo:

PDF

Referências


CHAFE, W. L. How People Use Adverbial Clauses. Annual Meeting of the Berkely Linguistic Society, v. 10, p. 437-449, 1984.

CREVELS, M. Concession in Spanish. In: BOLKESTEIN, A. M.; HANNAY, M. (ed.). Functional grammar and verbal interaction. Amsterdam: John Benjamins, 1998. p. 129-148.

FLAMENCO GARCÍA, L. Las construcciones concesivas y adversativas. In: BOSQUE, I.; DEMONTE, V. (org.). Gramática descriptiva de la lengua española. Madrid: Espasa-Calpe,

v. 3: Entre la oración y el discurso, 1999. p. 3805-3878.

GARCIA, T. S. Orações concessivas independentes à luz da gramática discursivo-funcional. Alfa, São José do Rio Preto, p. 475-494, 2013.

HASPELMATH, M.; KÖNIG, E. Concessive conditionals in the languages of Europe. In: VAN DER AUWERA, J. Adverbial constructions in the languages of Europe. New York: Mouton de Gruyter, 1998. p. 335-419.

HENGEVELD, K. Adverbial Clauses in the languages of Europe. In: VAN DER AUWERA, J. (ed.). Adverbial constructions in the language of Europe. Berlin: Mouton de Gruyter, 1998.

p. 335-419.

HENGEVELD, K.; MACKENZIE, J. L. Gramática Discursivo-Funcional. In: SOUSA, E. F. (org.). Funcionalismo linguístico: novas tendências teóricas. Tradução Marize Dall’Aglio Hattnher. São Paulo: Contexto, 2012. p. 43-82.

HENGEVELD, K.; MACKENZIE, L. Functional Discourse Grammar: a typologically-based theory of language structure. Oxford: University Press, 2008.

KEIZER, E. A functional Discourse Grammar for English. Oxford: University Press, 2015.

KÖNIG, E. Concessive clauses. In: ASHER R. E. (ed.). The encyclopedia of language and linguistics. Oxford: Pergamon, 1994. p. 679-681.

KÖNIG, E. On the history of concessive connectives in English, diachronic and synchronic evidence. Lingua, Amsterdam, v. 66, n. 1, p. 1-19, 1985.

KÖNIG, E. Conditionals, concessive conditionals and concessives: areas of contrast, overlap and neutralization. In: TRAUGOTT, E. et al. (ed.). On conditionals. Cambridge: Cambridge University Press, 1986. p. 229-246.

KROON, C. Discourse Particles in Latin (Amsterdam Studies in Classical Philology 4). Amsterdam: Gieben, 1995.

MONTOLÍO, E. Las construcciones condicionales In: BOSQUE, I.; DEMONTE, V. (org.). Gramática descriptiva de la lengua española. Madrid: Espasa-Calpe, v. 3: Entre la oración y el discurso, 1999. p. 3642-3737.

MIZUNO, Y. Although Clauses in English Discourse: a functional analysis. 2007. Tese (Doutorado em Letras) – The Graduate School of Letters, Universidade de Hokkaido, Osaka, 2007.

NEVES, M. H. M. Gramática de usos do português. São Paulo: UNESP, 2000.

NEVES, M. H. M. construções concessivas. In: NEVES, M. H. M. (org.). Gramática do português falado. São Paulo: Humanitas/FFLCH/USP; Campinas: Editora da UNICAMP,

v. 7: Novos estudos, 1999. p. 545-591.

OLIVEIRA, T. P. As conjunções e orações condicionais no português do Brasil. 2008. Tese (Doutorado em Linguística e Língua Portuguesa) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Araraquara, 2008.

OLIVEIRA, T. P.; HIRATA-VALE, F. B. M. Orações condicionais no português: uma análise à luz da Gramática Discursivo-Funcional. In: OLIVEIRA, M. R.; CEZARIO, M. M. Funcionalismo linguístico: diálogos e vertentes. Rio de Janeiro: Eduff, 2016. p. 185-204.

OLIVEIRA, T. P.; HIRATA-VALE, F. B. M. As conjunções condicionais na Gramática Discursivo Funcional. In: SOUZA, E. R. F. Funcionalismo linguístico. Análise e descrição. São Paulo: Contexto, 2012. p. 119-146.

PEZATTI, E. G.; CAMACHO, R. G. Funções retóricas e ordem: relação entre pragmática e morfossintaxe. In: RIOS, M.; CEZARIO, M. M. (org.). Funcionalismo linguístico: diálogos e vertentes. v. 40. Niterói: Eduff, 2017. p. 157-184.

REAL ACADEMIA ESPAÑOLA: Banco de datos (CREA) [en línea]. Corpus de referencia del español actual. Disponível em: http://www.rae.es. Acesso em: 15 jan. 2017.

RODRÍGUEZ ROSIQUE, S. R. From discourse to grammar: when the Spanish incluso meets a si conditional. Lingvistica e Investigationes, John Benjamins Publishing Company, p. 94-119, 2012..

ROSÁRIO, I. C. Expressão da Concessividade em construções do português do Brasil. 2012. Tese (Doutorado em Língua Portuguesa) – Faculdade de Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2012.

STASSI-SÉ, J. C. Subordinação discursiva no português à luz da gramática discursivo funcional. 2012. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos) – Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, São José do Rio Preto, 2012.

SWEETSER, E. From Etymology to Pragmatics: Metaphorical and Cultural Aspects of Semantic Structure (Cambridge Studies in Linguistics). Cambridge: Cambridge University Press, 1990.

ZAMPRONEO, S. A Hipotaxe Adverbial Concessiva no Português Escrito Contemporâneo do Brasil. 1998. Dissertação (Mestrado em Linguística e Língua Portuguesa) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Araraquara, 1998.




DOI: https://doi.org/10.21165/el.v49i2.2635

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)