Textos literários no ensino de português para falantes de outras línguas em contexto universitário

Neide Tomiko Takahashi

Resumo


Pretende-se discutir, neste trabalho, a inter-relação possível entre a prática social da leitura de textos literários e sua recepção didática em sala de aula de português para falantes de outras línguas (PFOL). Com o apoio teórico dos postulados de Bakhtin (2003), no que se refere à interação verbal, e de Krashen (1982), no que concerne à aquisição-aprendizagem de língua estrangeira, incluindo seu componente afetivo, o objetivo é apresentar as reflexões envolvidas no conceito de dialogismo, presente na leitura literária, e seu potencial cognitivo no desenvolvimento da leitura e produção escrita para alunos intercambistas da Universidade de São Paulo. Para tanto, buscou-se um levantamento dos gêneros preferidos desses estudantes e do conhecimento prévio de obras e autores brasileiros a fim de discutir as contribuições dos textos literários na aquisição-aprendizagem do PFOL.


Palavras-chave


aquisição-aprendizagem de PFOL; textos literários; leitura dialógica

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA FILHO, J. C. P. de (Org.). Português para estrangeiros: interface com o espanhol. Campinas: Pontes, 1995.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BAKHTIN, M. (Volochinov). Marxismo e filosofia da linguagem. 11. ed. São Paulo: Hucitec, 2004.

BELO, J. C. Ensino de línguas e restrições linguístico-culturais: estudo de um caso. In: II Congresso da Sociedade Internacional de Português-Língua Estrangeira, 1999. Anais. Rio de Janeiro: PUC, 1999. p. 131-36.

BROWN, H. D.; GONZO, S. (Eds.) Readings on second language acquisition. Englewood Cliffs, NJ: Prentice Hall Regents, 1995.

CONSELHO DA EUROPA (doc. eletrônico). Quadro europeu comum de referência para as línguas. Aprendizagem, ensino, avaliação. Conselho da Europa. Portugal: edições ASA, 2001. Disponível em: . Acesso em: 12 ago. 2013.

COSTA, S. R. R. O ensino de português para estrangeiros em dimensão intercultural: rumo à expansão de adequada imagem do Brasil. In: ALMEIDA FILHO, J. C. P. de (org.). Português para estrangeiros: interface com o espanhol. Campinas: Pontes, 1995.

FERREIRA, I. A. Perspectivas interculturais na sala de aula de PLE. In: SILVEIRA, R. C. P. da. (Org.). Português língua estrangeira: perspectivas. São Paulo: Cortez, 1998.

GERMAIN, C. Évolution de l’enseignement des langues: 5.000 ans d’histoire. [s.l.]: Clé International, 1983.

JAUSS, H. R. et al. A literatura e o leitor: textos de estética da recepção. Coord. e trad. Luiz Costa Lima. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002 [1979].

JÚDICE, N. (Org.). O ensino de português para estrangeiros. Niterói: EDUFF, 1996.

JÚDICE, N. Ensino da língua e da cultura do Brasil para estrangeiros. Niterói: Intertexto, 2005.

JÚDICE, N.; XAVIER, A. Imagens do Brasil: uma experiência com leitura/produção de textos no ensino de português para estrangeiros. Cadernos do Centro de Línguas, Ensino de português–língua estrangeira, São Paulo, Humanitas, FFLCH-USP, n. 1, p. 11-31, 1997.

JÚDICE, N.; XAVIER, A. Imagens do Brasil: texto e contexto no ensino de Português Língua Estrangeira. In: SILVEIRA, R. C. P. da. (Org.). Português língua estrangeira: perspectivas. São Paulo: Cortez, 1998.

KRASHEN, S. Second language acquisition and second language learning. Pergamon Press, 1981. Disponível em: . Acesso em: 30 abr. 2013.

KRASHEN, S. Principles and Practice in Second Language Acquisition. Pergamon Press, 1982. Disponível em: Acesso em: 30 abr. 2013.

KROLL, B. (Ed.). Second language writing: research insights for the classroom. Cambridge: Cambridge University Press, 1991.

LEFFA, V. J. Aspectos da leitura. Porto Alegre: Sagra: DC Luzzatto, 1996.

LEFFA, V. J.Perspectivas no estudo da leitura: Texto, leitor e interação social. In: LEFFA, V. J.; PEREIRA, A. E. (Org.) O ensino da leitura e produção textual: alternativas de enovação. Pelotas: Educat, 1999. p. 13-37.

MABUCHI MIYAKI, N. A. Humor e ironia no material didático para o ensino de português-língua estrangeira. Cadernos do Centro de Línguas, Ensino de português-língua estrangeira, São Paulo, Humanitas, n. 1, p. 39-68, 1997.

MARCUSCHI, L. A. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

MEYER, R. M. de B. Língua Portuguesa no Brasil e cultura brasileira: cara e coroa. In: CONGRESSO DA SOCIEDADE INTERNACIONAL DE PORTUGUÊS-LÍNGUA ESTRANGEIRA, 2.,1999. Anais... Rio de Janeiro: PUC, 1999. p. 44-7.

MITRANO NETO, N. Ensino de língua estrangeira sob perspectiva intercultural. SEMINÁRIO DA SOCIEDADE INTERNACIONAL DE PORTUGUÊS-LÍNGUA ESTRANGEIRA, 3., 1996. Anais... Niterói, Rio de Janeiro: UFF-Instituto de Letras, 1996, p. 63-8.

MORITA, M. K. (Re)Pensando sobre o material didático de PLE. In: SILVEIRA, R. C. P. da (Org.). Português língua estrangeira: perspectivas. São Paulo: Cortez, 1998.

PIETRARÓIA, C. M. C. Percursos de leitura. São Paulo: Annablume, 1997.

PUREN, C. Histoire des méthodologies de l’ enseignement des langues. Paris: Nathan-Clé International, Coll. DEL, 1988.

PUREN, C. La didactique des langues étrangères à la croisée des méthodes. Essai sur l’ecletisme. Saint-Cloud: Crédif/Didier, 1993.

SANTOS, D. T. dos; ALMEIDA, P. M. C. Favorecendo a autonomia do aprendiz em uma aula de leitura. In: CONGRESSO DA SOCIEDADE INTERNACIONAL DE PORTUGUÊS-LÍNGUA ESTRANGEIRA, 2., 1999, Anais... Rio de Janeiro: PUC, 1999. p. 91-6.

SCHLATTER, M. Inimiga ou aliada? O papel da cultura no ensino da língua estrangeira. In: SEMINÁRIO DA SOCIEDADE INTERNACIONAL DE PORTUGUÊS-LÍNGUA ESTRANGEIRA, 4., 1996, Anais... Niterói, Rio de Janeiro: UFF-Inst. de Letras, 1996. p. 12-8.

SELLAN, A. R. B. Caminhos para uma sensibilização intercultural no ensino de português língua-estrangeira. In: CONGRESSO DA SOCIEDADE INTERNACIONAL DE PORTUGUÊS-LÍNGUA ESTRANGEIRA, 2., 1999, Anais... Rio de Janeiro: PUC, 1999. p. 76-81.

SOUZA E SILVA, N. de. Comunicação Intercultural: competência linguística ou sociolinguística? In: SEMINÁRIO DA SOCIEDADE INTERNACIONAL DE PORTUGUÊS - LÍNGUA ESTRANGEIRA, 3., 1996, Anais... Niterói, Rio de Janeiro: UFF-Inst. De Letras, 1996. p. 27-32.

TROUCHE, L. M. G. O Brasil no espelho: uma construção de linguagem. In: JÚDICE, N. (Org.). O ensino de português para estrangeiros. Niterói: Eduff, 1996a. p. 69-75.

TROUCHE, L. M. G. Dimensão discursiva no ensino de Português-Língua Estrangeira. In: SEMINÁRIO DA SOCIEDADE INTERNACIONAL DE PORTUGUÊS-LÍNGUA ESTRANGEIRA, 3., 1996, Anais... Niterói, Rio de Janeiro: UFF-Instituto de Letras, 1996b. p. 19-26.

TROUCHE, L. M. G. Ensino de Português-Língua Estrangeira – interface com aspectos socioculturais. In: TROUCHE, L. M. G. (Org.). Português para estrangeiros: perspectivas de quem ensina. Niterói: Intertexto, 2002. p. 81-92.

TROUCHE, L. M. G. Leitura e interpretação: inferências socioculturais. In: JÚDICE, N. (Org.). Ensino da língua e da cultura do Brasil para estrangeiros. Niterói: Intertexto, 2005. p. 69-80. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. CENTRO de Línguas da FFLCH-USP. Disponível em: . Acesso em: 20 maio 2013.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

WIDDOWSON, H. G. O ensino de línguas para a comunicação. 2. ed. Tradução de José Carlos P. de Almeida Filho. Campinas: Pontes, 2005.

WIEL, F. W. A. M. van de; MORITA, M. K. A produção de material didático de PLE e a contextualização cultural. In: CONGRESSO DA SOCIEDADE INTERNACIONAL DE PORTUGUÊS-LÍNGUA ESTRANGEIRA, 2., 1999. Anais... Rio de Janeiro: PUC, 1999. p. 115-22.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)