Léxico, leitura e livro didático: uma tríade em análise no ensino do português

Ana Flávia Torquetti Domingues CRUZ

Resumo


Diante das poucas evoluções percebidas no tratamento dado ao léxico em materiais didáticos nas últimas décadas, o que repercute negativamente nas habilidades de leitura a serem desenvolvidas por alunos-leitores, o presente artigo visa a explorar possibilidades de se aliar os ensinos de léxico e de leitura a partir de exercícios sobre sinonímia encontrados na obra destinada ao 6º ano do Ensino Fundamental da coleção de livros didáticos de português intitulada “Para viver juntos”. Apoiando-se, assim, na Linguística Textual e nas pesquisas realizadas por Travaglia (2002), Antunes (2003), Dell’Isola (2005), Ferraz (2006) e Elias e Koch (2012), este trabalho pretende contribuir para o desenvolvimento das competências linguísticas de alunos brasileiros.


Palavras-chave


competência lexical; ensino; leitura; livro didático.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, A. D.; SANTOS M. C. V. Gêneros textuais com tratamento do léxico nos livros didáticos de língua portuguesa. In: Anais do XI Encontro do Círculo de Estudos Linguísticos do Sul – CELSUL, Unisul, 2010, p. 468-478.

ANTUNES, I. Aspectos da coesão do texto: uma análise em editoriais jornalísticos. São Paulo: Editora Universitária, 1996. 306 p.

ANTUNES, I. Aula de Português: encontro e interação. 8. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2009. 181 p.

ANTUNES, I. Análise de textos: fundamentos e práticas. São Paulo: Parábola Editorial, 2010. 224 p.

ANTUNES, I. Território das palavras: estudo do léxico em sala de aula. São Paulo: Parábola Editorial, 2012. 182 p.

AZEREDO, J. C. A quem cabe ensinar a leitura e a escrita? In: Da língua ao discurso: reflexões para o ensino. PAULIUKONIS, M. A. L.; GAVAZZI, S. (Org.). Rio de Janeiro: Lucerna, 2007. p. 30-42.

BERTIN, T.; BORGATTO, A. T.; MARCHEZI, V. Projeto Teláris: Português: 6º ano. São Paulo: Ática, 2012. 332 p.

BERTIN, T.; BORGATTO, A. T.; MARCHEZI, V. Projeto Teláris: Português: 7º ano. São Paulo: Ática, 2012. 320 p.

______. Projeto Teláris: Português: 8º ano. São Paulo: Ática, 2012. 352 p.

______. Projeto Teláris: Português: 9º ano. São Paulo: Ática, 2012. 380 p.

BIDERMAN, M. T. C. Condições para aquisição de vocabulário. In: 8º Intercâmbio de Pesquisas em Linguística Aplicada, 1998, São Paulo. Anais. São Paulo: PUC-SP, 1998, p. 1-10.

BIDERMAN, M. T. C. Dimensões da palavra. n.2. In: Filologia e Linguística portuguesa. São Paulo: UNESP, 1998. p. 81-118.

BIDERMAN, M. T. C. Teoria linguística. São Paulo: Martins Fontes, 2001. 356 p.

BORTONI-RICARDO. S. M. Compreensão de leitura: da palavra ao texto. In: Palavra: Forma e sentido. GUIMARÃES, E; MOLLICA, C. (org.). Campinas: Mercado das Letras, 2007. p. 99-107.

CAFIERO, D.; COSCARELLI, C. V. Ler e ensinar a ler. In: COSCARELLI, C. V. (Org.). Leituras sobre a leitura: passos e espaços na sala de aula. Belo Horizonte: Veredas, 2013. 191 p.

CALÇADA, G. F. Ensino do vocabulário no livro didático. In: Estudos linguísticos XIX. Bauru: Anais de seminário do GEL, 1990, p. 292-301.

CORREIA, M. Produtividade lexical e ensino de língua. In: Língua portuguesa: descrição e ensino. VALENTE, A. C.; PEREIRA, M. T. G. (org.). Rio De Janeiro: UERJ, 2011. p. 223-237.

COSTA, C. L; MARCHETTI, G; SOARES, J. J. B. Para viver juntos: português: ensino fundamental. 6º ano. 2. ed. São Paulo: Edições SM, 2011. 304 p.

CRUZ, A. F. T. D. Léxico e livro didático: estratégias para o ensino de leitura. 2015. 171 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada) – Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

CRUZ, A. F. T. D.; MENDES, M. Mudança linguística: do blecaute ao apagão. No prelo.

DELL’ISOLA, R. L. P. O sentido das palavras na interação leitor <-> texto. Belo Horizonte: Faculdade de Letras da UFMG, 2005. 319 p.

DIEB, M. A leitura na sala de aula. In: COSCARELLI, C. V. (Org.). Leituras sobre a leitura: passos e espaços na sala de aula. Belo Horizonte: Veredas, 2013. p. 36-59.

ELIAS, V. M.; KOCH, I. V. Ler e compreender os sentidos do texto. 3. ed. 7ª reimp. São Paulo: Contexto, 2012. 216 p.

FERRAZ, A. P. “A inovação lexical e a dimensão social da língua”. In: SEABRA, M. C. T. C. O. (Org.). O Léxico em estudo. Belo Horizonte: Faculdade de Letras/UFMG, 2006. p. 217-235.

FERRAZ, A. P. Os neologismos no desenvolvimento da competência lexical. In: HENRIQUES, C. C.; SIMÕES, D. (orgs.). Língua portuguesa, educação & mudança. Rio de Janeiro: Europa, 2008. p. 146-162.

FERRAZ, A. P. El desarrollo de la competencia léxica desde el uso de material auténtico en la enseñanza de PLE. In: Actas del IX Congreso Internacional de Linguística General. Valladolid: Universidad de Valladolid. 2011. p. 1846-1859.

KLEIMAN, A. Oficina de leitura: teoria e prática. 4. ed. Campinas: Editora da Universidade Estadual de Campinas, 1996. 156 p.

KOCH, I. G. V. Léxico e progressão referencial. In: Estudos em homenagem ao Professor Doutor Mário Vilela (I e II volumes). Faculdades de Letras da Universidade do Porto, 2005. p. 263-275.

KOCH, I. G. V. Léxico e progressão textual. In: Investigando a linguagem em uso: estudos em linguística aplicada. GIERING, M. E.; TEIXEIRA, M. (orgs.). Campinas: Editora Unisinos, 2004. p. 45-56.

LEFFA, V. J. Aspectos externos e internos da aquisição lexical. In: LEFFA, V. J. (Org.). As palavras e sua companhia: o léxico na aprendizagem. v.1. Pelotas: Educat, 2000. p. 15-44.

MARCUSHI, L. A. Compreensão de textos: algumas reflexões. In: DIONÍSIO, A. P.; BEZERRA, M A. (orgs.). O livro didático de português: múltiplos olhares. 2. ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2003. p. 46-59.

PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS – TERCEIRO E QUARTO CICLOS DO ENSINO FUNDAMENTAL: LÍNGUA PORTUGUESA. Brasília, Secretaria de educação Fundamental MEC, 2013. 107 p.

PAULIUKONIS, M. A. L. Ensino do léxico: seleção e adequação ao contexto. In: GAVAZZI, S.; PAULIUKONIS, M. A. L. (orgs.). Da língua ao discurso: reflexões para o ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2007. p. 103-128.

RAMOS, K. A. H. P. Considerações a respeito do livro didático de português. In: XLVIII Seminário do GEL (Grupo de Estudos Linguísticos do Estado de São Paulo), Assis. Estudos Linguísticos XXIX. Assis: UNESP, v. 29. 2000, p. 737-742.

RAMOS, F. B.; VOLMER. L. O livro didático de português (LDP): Variação de gêneros textuais e a formação do leitor. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE ESTUDOS DE GÊNEROS TEXTUAIS, Caxias do Sul. Anais. Caxias do Sul, 2009, p. 1-14.

RESENDE, P. S. C. Exploração de capacidade de compreensão: o que os livros didáticos ensinam e o que as provas avaliam? 2012. 123 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada) – Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

SCAFUTO, S. M. A. O léxico como elo de coesão lexical. In: Revista Universitá, v. 4, Brasília, p. 1-11, 2007.

TRAVAGLIA, L. C. Para que ensinar teoria gramatical. Rev. Est. Ling., Belo Horizonte, v.10, n.2, p. 135-231, 2002.

TEIXEIRA, D. G. A. Léxico e atividades de categorização no livro didático de língua portuguesa. 2009. 111 f. Dissertação (Mestrado em linguística) – Programa de pós-graduação em Letras, Universidade Federal do Pernambuco, Recife.




DOI: https://doi.org/10.21165/el.v45i2.732

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)