A precária formação docente no enfrentamento do preconceito no trabalho pedagógico

Anna Maria Lunardi Padilha

Resumo


Neste texto, adota-se a matriz histórico-cultural do desenvolvimento humano e procura-se oferecer subsídios para o enfrentamento da complexidade do processo de desenvolvimento e de aprendizado, afirmando que ele demanda sólida formação teórica do professor, em oposição ao que afirma a lógica neoliberal em educação, segundo a qual cada um deve aprender por si mesmo, preterindo, desse modo, os conhecimentos elaborados e afastando os educadores da teoria em sua formação inicial e contínua. Afirma-se que as consequências desse ideário são graves e que entre elas está o estabelecimento do preconceito.


Palavras-chave


preconceito; formação de professores; educação escolar.

Texto completo:

PDF

Referências


ABAURRE, M. B. M.; COUDRY, M.I.H. Em torno de sujeitos e olhares. Estudos de Lingua(gem), Vitória da Conquista, v. 6, n. 2., dez. 2008, p. 171-191.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Introdução. Brasília: MEC/SEF, 1997.

COUDRY, M. I. H. O que é dado em neurolinguística? In: CASTRO, M. F. P. (Org.) O método e o dado no estudo da Linguagem. Campinas: Editora da Unicamp, 1996.

COUDRY, M. I. H. et al. Caminhos da Neurolinguística Discursiva: teorização e práticas com a linguagem. São Paulo: Mercado de Letras, 2010.

CROCHÍK, J. L. Preconceito, Indivíduo e Cultura. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2006.

CROCHÍK, J. L. et al. Inclusão e discriminação na educação escolar. Campinas: Alínea, 2013.

DELORS, J. (Org.) Educação: um tesouro a descobrir. São Paulo: Cortez; Brasília, DF: MEC: Unesco, 1998.

DUARTE, N. Vygotski e o “aprender a aprender”: crítica às apropriações neoliberais e pós-modernas na teoria Vygotskiana. Campinas: Autores Associados, 2001a.

DUARTE, N. Trabalho apresentado na Sessão Especial intitulada Habilidades e Competências: a Educação e as Ilusões da Sociedade do Conhecimento. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 24, 2001, Caxambu, M.G. Disponível em: . 2001b. Acesso em: 5 jun. 2014.

DUARTE, N. Sociedade do Conhecimento ou Sociedade das Ilusões? Campinas: Autores Associados, 2003.

DUARTE, N. A rendição pós-moderna à individualidade alienada e a perspectiva marxista da individualidade livre e universal. In: DUARTE, N. (Org.). Crítica ao fetichismo da individualidade. Campinas: Autores Associados, 2004, p. 219-242.

GINZBURG, C. Mitos, emblemas, sinais: morfologia e história. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

GÓES, M. C. R. A aprendizagem e o ensino fecundo: apontamentos na perspectiva da abordagem histórico-cultural. In: PERES, E. et al. (Org.). Trajetórias e processos de ensinar e aprender: sujeitos, currículo e cultura. In: ENDIPE, 14., 2008. Anais...Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008,

p. 414-426.

HENRIQUES, R.; BARROS, R. P.; AZEVEDO, J. P. (Org.). Brasil alfabetizado: caminhos da avaliação. Brasília: MEC/Unesco; Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2006.(Coleção Educação para Todos, Série Avaliação; n. 1, v. 18). Disponível em: . Acesso em: 10 ago.2014.

LUKÁCS, G. Prolegômenos para uma ontologia do ser social. São Paulo: Boitempo, 2010.

MARTINS, L. M. A formação social da personalidade do professor. Campinas: Autores Associados, 2007.

MARZANO, R. J.; PICKERING, D. J.; POLLOCK, J. E. O ensino que funciona: estratégias baseadas em evidências para melhorar o desempenho dos alunos. Porto Alegre: Penso; Artmed, 2008.

MORTATTI, M. R. L. Um Balanço Crítico da “Década da Alfabetização” no Brasil. Cadernos Cedes, Campinas, v. 33, n. 89, p. 15-34, jan./abr.2013. Disponível em . Acesso em: 12 ago. 2014.

PADILHA, A. M. L. Mediação pedagógica: conceito e prática na Educação Inclusiva. In: MARTINS, L. A. R.; PIRES, G. N. L; PIRES, J. (Org.). Novos contextos, novos aportes. 1. ed. Natal: EDUFRN, 2012a. p. 69-80.

PADILHA, A. M. L. Trabalho pedagógico: qual didática para qual teorização? Impulso, v. 22, n. 53, p. 73-82, jan./abr. 2012b.

PADILHA, A. M. L.; BRAGA, E. F. P. Escola Básica: condições concretas de existência. Cadernos de Pesquisa em Educação, Vitória, ES, v. 18, n. 35, p. 113-131, jan./jun. 2012.

PADILHA, A. M. L.; JOLY, M. M. Conhecimento e prática pedagógica no processo de aquisição de leitura. In: CONGRESSO DE LEITURA DO BRASIL (COLE), 12. 2009, Campinas. Anais... Campinas, SP: ALB, 2009. Disponível em: . Acesso em: 12 jun. 2014.

PADILHA, A. M. L.; OLIVEIRA, I. M. Quando diversidade (não) é o mesmo que desigualdade: educação infantil e trabalho docente. In: RANGEL, I. S.; NUNES, K. R.; CÔCO, V. (Org.).Educação Infantil: rede de conversações e produções de sentidos com crianças e adultos. Petrópolis, RJ: De Petrus, 2013. p. 125-138.

SAVIANI, D. Perspectiva marxiana do problema subjetividade-intersubjetividade. In: DUARTE, N. (Org.). Crítica ao fetichismo da individualidade. Campinas: Autores Associados, 2004. p. 21-52.

SAVIANI, D. História das ideias pedagógicas no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2007.

SAVIANI, D. Pedagogia Histórico-Crítica. Campinas: Autores Associados, 2011.

SAVIANI, D. Escola e democracia. Campinas: Autores Associados, 2012a.

SAVIANI, D. A política educacional brasileira após a ditadura militar até os dias atuais. Palestra proferida na disciplina História da Educação III. Faculdade de Educação. Unicamp. Editado e postado por Cleber Fernando de Assis Xavier, em 30 jun. 2012b. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2014.

SAVIANI, D. Entrevista com Dermeval Saviani sobre o Plano Nacional de Educação (PNE). Associação Nacional de Pesquisadores em Educação (Anped). Disponível em: . Acesso em 10 jun. 2014.

UNESCO. Organização das Nações Unidas no Brasil. 11o Relatório de Monitoramento Global de Educação para Todos 2013/14. Relatório Conciso. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2014.

VYGOTSKI, L. S. Obras escogidas. Tomo II. Madrid: Visor, 1993.

VYGOTSKI, L. S. Obras escogidas. Tomo III. Madrid: Visor, 1995.

VYGOTSKI, L. S. Obras escogidas. Tomo V. Madrid: Visor, 1997.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)